Laire Giraud

Despachante aduaneiro, colecionador de cartões-postais, especialmente de transatlânticos. Colaborador da Revista de Marinha de Portugal. Publicou cinco livros, como autor e co-autor, sobre temas da Santos antiga.

Em meados de 1930, transferiu-se para a Vila Nova, instalando-se no palacete que existia na Avenida Conselheiro Nébias com a Rua Sete de Setembro.

0
0
0
s2smodern
powered by social2s
Como admirador do Porto de Santos e de navios, homenagear a Capitania dos Portos de São Paulo, na celebração dos 165 anos, é uma grande satisfação!

0
0
0
s2smodern
powered by social2s
Há exatamente 70 anos, o Brasil declarava guerra ao Eixo – Alemanha, Itália e Japão. A atitude foi tomada em razão de cinco navios brasileiros terem sido torpedeados na costa brasileira, mais precisamente no Nordeste. Em apenas dois dias, mais de 500 pessoas foram mortas, a maioria civis.

0
0
0
s2smodern
powered by social2s
Sempre que transitamos pelas praças da República e Antonio Teles – reduto dos despachantes aduaneiros, agências de navegação, escritórios de terminais de carga, sede da Alfândega e tudo o mais relacionado ao comércio exterior do Porto de Santos –, sequer imaginamos que no local onde está a Praça Antonio Teles existia um importante templo católico, a Capela de Jesus, Maria, José.

0
0
0
s2smodern
powered by social2s
Na operação de resgate teve decisivo papel o transatlântico francês Ile de France, mas não se pode esquecer também da importância do navio-transporte de tropas Private William H. Thomas, que levava soldados estadunidenses e suas famílias de regresso aos Estados Unidos, após servirem em bases americanas na Europa.

0
0
0
s2smodern
powered by social2s