No início deste ano de 2012, recebi um e-mail da Fundação Eva Klabin, do Rio de Janeiro, enviado pela museóloga Ruth Levy.

Ruth solicitava imagens de navios em que a colecionadora de obras artísticas Eva Klabin (1903-1991) viajou para vários países ao longo da vida.

A solicitação teve como objetivo ilustrar uma exposição magistral, que será inaugurada em 22 de agosto de 2012, na Cidade Maravilhosa – o Rio de Janeiro.


Convite para a exposição Viagens de Eva, que será
aberta no Rio de Janeiro em 22 de agosto

Diante de causa tão nobre, fiz - com grande satisfação! - o envio das imagens solicitadas, que poderão ser apreciadas na exposição de viagens de Eva.

Como admirador de navios, não poderia deixar de colaborar para a exposição, que será uma encantadora viagem à glamourosa época dos transatlânticos, tempos românticos que ficaram eternizados na memória daqueles que admiram viagens marítimas e nas imagens e objetos que registram cenas e cenários daqueles anos dourados.


A colecionadora de artes Eva Klabin passeia com seu
cãozinho de estimação pelo promenade do S/S Rotterdam,
da armadora holandesa Holland-America Line - 1967.

Para quem pretende conhecer um pouco mais sobre a vida e história de Eva Klabin, a Wikipédia tem um completo verbete sobre ela.

A irmã de Eva, Ema Gordon Klabin, também era uma gande admiradora de artes, tanto que existe em São Paulo a Fundação Cultural Ema Gordon Klabin.


Eva Klabin durante cruzeiro realizado a bordo do luxuoso
transatlântico sueco Stella Polaris - 1958.

Para melhor compreensão dos leitores, repasso as informações recebidas da importante fundação.

Viagens de Eva

As lendárias viagens em navios de luxo, os palácios flutuantes da época de ouro da navegação transatlântica, causam até hoje grande fascínio e atiçam nosso imaginário.

 


Passageiros em trajes de gala, durante
desembarque num porto europeu.

 

Viagens de Eva traz para o público a paixão de Eva Klabin pelas viagens de navio, um dos muitos aspectos interessantes da vida da colecionadora.

 

Nascida em 1903 no Brasil, filha de pais lituanos, Eva foi educada na Europa e desde muito jovem desenvolveu duas grandes paixões que a acompanhariam por toda a vida: viajar e colecionar.


Sendo recebida pelo comandante do navio de passageiros
italiano Cristoforo Colombo da Italia Societá di Navigazione - 1975.

Clique aqui para ler a segunda parte deste artigo.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s