Carla Diéguez

Mestre em Sociologia pela USP (2007), com ênfase em sociologia do trabalho, e bacharel em Ciências Sociais pela Unesp (2001). Atualmente, é docente e pesquisadora da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo.

Na última semana, PortoGente apresentou uma notícia que em um primeiro momento me espantou e logo depois gerou um sentimento de tristeza. O título da matéria "Portuários visualizam futuro difícil e vão estudar Direito" causou um grande choque, pois o cais já não é visto como fonte única de sobrevivência para estes trabalhadores, o que consequentemente me causou imensa tristeza.

0
0
0
s2smodern
powered by social2s
No dia 28 de setembro de 2007, a comunidade portuária de Santos parou para comemorar o lançamento do Centro de Excelência Portuária (Cenep), cujo projeto de lei foi recebido pelo prefeito municipal, João Paulo Tavares Papa, em seminário que contou com a participação de empresários, trabalhadores, autoridades governamentais e membros da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp).

0
0
0
s2smodern
powered by social2s
Na última sexta-feira, a coluna Gazeta deste site levantou uma questão importante: quais as razões da luta pela não vinculação? A Gazeta trabalha com duas hipóteses, a primeira referente à restrição do mercado de trabalho para avulso, o que é real e relevante, e a segunda, muito importante, que coloca o problema da representação sindical. Afinal, o trabalhador avulso, ao se vincular, deve se filiar a que sindicato? Ao dos trabalhadores avulsos ou ao sindicato dos trabalhadores de terminais e operadores portuários?

0
0
0
s2smodern
powered by social2s
Nestes últimos dias estive entretida com os preparativos para o inicio do semestre letivo, que começou na terça-feira (03). Estive ocupada com a elaboração do plano de disciplina e da distribuição do conteúdo pelas semanas que teremos nos próximos quatro meses. Após esta preparação, me vi as voltas com a elaboração da primeira aula do semestre.

0
0
0
s2smodern
powered by social2s
Há algum tempo vemos a introdução das tecnologias no mundo do trabalho. Aos poucos, as tecnologias vão tomando o lugar de milhares de trabalhadores em linhas de montagem, caixas bancárias e também nos portos de todo mundo.

0
0
0
s2smodern
powered by social2s