Silvio dos Santos

Engenheiro civil, opção transportes, formado pela Escola Politécnica da USP. Desde 2003 é engenheiro do Laboratório de Transportes e Logística da UFSC, onde trabalhou nos convênios com a ANTT e com a Secretaria de Portos para a realização do Plano Nacional de Logística Portuária

Está série será baseada na obra “Naus no Brasil Colônia”, de José Eduardo P. de Godoy, editada pelo Senado Federal em 2007. O livro descreve viagens de descobrimento, expedições de reconhecimento, exploração e colonização da costa brasileira.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
Leia também* A Navegação Interior e Adam Smith* A navegação interior e Leonardo Da Vinci* A navegação fluvial no Rio Columbia

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
Segundo Adam Smith, em A Riqueza das Nações, as primeiras terras a serem civilizadas foram obviamente as localizadas ao redor da costa do Mediterrâneo. Esse mar — o maior braço de mar que se conhece no mundo —, por ter marés de pequena amplitude e, consequentemente, não apresentar outras ondas senão as provocadas pelo vento, devido à lisura de sua superfície, à multidão de suas ilhas e à proximidade de suas praias vizinhas, demonstrou-se extremamente favorável a uma navegação mundial incipiente, épocas em que os homens, por ignorarem ainda a bússola, tinham receio de afastar-se da costa e, devido ao primitivismo da construção naval, receavam expor-se às ondas turbulentas do oceano.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
Conhecida na China desde 948 no século IX, na Europa a eclusa foi idealizada por Leonardo Da Vinci (1452-1519). O projeto de eclusa com dois pares de portas basculantes e sistema hidráulico de enchimento e esvaziamento foi desenhado por Leonardo da Vinci. Essa concepção foi denominada de acqua exclusa ou de câmara, na França como sas. O modelo foi utilizado na Itália e posteriormente na França, no Canal de Briare construído entre 1604 e 1638.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
Veja também* A navegação fluvial no Rio Columbia (parte 1)* A navegação fluvial no Rio Tennessee e a eclusa Markland* A navegação fluvial no Rio Mississippi

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

O que você achou? Comente