Laire Giraud

Despachante aduaneiro, colecionador de cartões-postais, especialmente de transatlânticos. Colaborador da Revista de Marinha de Portugal. Publicou cinco livros, como autor e co-autor, sobre temas da Santos antiga.

Sou leitor assíduo do Diário Oficial do Município de Santos, devido às informações interessantes que a publicação oferece aos munícipes, bem como relatos do passado da Cidade e imagens antigas que são publicadas em alguns dias da semana.

0
0
0
s2smodern
powered by social2s
A Varig, por exemplo, batizou o seu primeiro avião de Atlântico e o segundo de Gaúcho. Seguido de outros nomes como Livramento, Minuano e Chuí. Essa tradição da Varig encerrou-se nos anos 1940.

0
0
0
s2smodern
powered by social2s
O navio-escola Benjamim Constant foi o primeiro com esta classificação. A ele se juntaram outras unidades navais que foram reclassificadas em dado momento de suas vidas operativas. Teve sua quilha batida em 1891 e foi lançado ao mar, dos estaleiros de La Seyne, em Touton, na França, em 1892. Realizou a terceira viagem de circum-navegação feita por um navio de guerra brasileiro no ano de 1902 e foi afastado do serviço ativo em 1926.

0
0
0
s2smodern
powered by social2s
Dentre as várias fotos publicadas, chama atenção uma noturna que dá um panorama do canal de acesso ao Porto de Santos. Diga-se de passagem que até hoje não vi nada parecido à noite no principal porto brasileiro.

0
0
0
s2smodern
powered by social2s
O navio de passageiros Eugenio "C", posteriormente rebatizado de EugenioCosta, sendo rebocado no Porto de Santos. Foi um dos navios mais populares da Linea "C". Media 217 metros, deslocava 30.567 toneladas,velocidade 27 nós e tinha capacidade para 1.636 passageiros. Navegou na rota da América do Sul entre 1966 e 1996. Foto J.C. Rossini.

0
0
0
s2smodern
powered by social2s