Notícias do dia

Aristides Inácio da Silva trabalhou no Porto de Santos durante mais de duas décadas. De origem pernambucana, ele seria somente mais um esquecido trabalhador que carregou sacas de café pelos armazéns do Cais caso um dos seus filhos – calcula-se que Aristides deixou mais de 25 espalhados pelo país – não se tornasse uma figura ilustre no meio sindical e político do Brasil. Aristides morreu em 1978 e foi enterrado como indigente, em Vicente de Carvalho.

O Porto de Santos, movimenta, por ano, mais de 70 milhões de toneladas de cargas diversas, número inimaginável no marco oficial de sua inauguração, 2 de fevereiro de 1892, quando a então Companhia Docas de Santos - CDS, entregou à navegação mundial os primeiros 260 m de cais, na área, até hoje denominada, do Valongo.

Um dos clubes mais tradicionais da Cidade de Santos já tem quase 80 anos de existência. A história da Associação Atlética Portuários de Santos começou em 10 de maio de 1926. O clube, criado por um grupo de trabalhadores da extinta Companhia Docas de Santos (CDS), hoje Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), recebeu o nome de E.C. Cia. Docas de Santos. A entidade foi criada com o intuito de manter ainda mais unida a família portuária através de entretenimento, lazer e atividades esportivas.

1 - ANDRÉ LUIZ ZANIN DE OLIVEIRA - Administrador de Empresas, Gerente-Executivo da Federação Nacional das Agências de Navegação – FENAMAR.

O suntuoso prédio da Alfândega de Santos completou no último dia 19 de novembro, 70 anos. O edifício foi inaugurado pela antiga Companhia Docas de Santos - CDS (Companhia Docas do Estado de São Paulo – Codesp - atualmente), em 1934. A construção iniciou em 1930.