Notícias do dia

Final de ano com movimento intenso leva as empresas a projetar um 2007 de bons negócios. O transporte rodoviário de cargas teve um dezembro brilhante. Os caminhões rodaram lotados. A situação decorreu de um fenômeno atipico com a demanda puxada principalmente pela reposição dos estoques. "De maneira geral, os setores químico, de celulose e de alimentos e bebidas estão bastante aquecidos para essa época do ano", diz Helio Mathias, diretor comercial da Ouro Verde Transportes e Locação Ltda., de Curitiba, frota de 450 caminhões e oitava maior do setor de cargas no ranking de Balanço Anual da Gazeta Mercantil. "Todas nossas filiais trabalharam intensamente", disse Fernando Simões, vice-presidente da Júlio Simões Transportes e Serviços, primeira colocada no mesmo ranking. "Crescemos 12% no volume de cargas sobre dezembro de 2005. No nosso caso, a demanda foi puxada principalmente pelo setor automotivo, que teve mais um ano de recorde de produção".

0
0
0
s2smodern
powered by social2s
Estudo da Interpol (polícia norte-americana) divulgado no final do ano aponta que a pirataria movimentou em 2005 volume superior a US$ 530 bilhões no mundo, enquanto o narcotráfico respondeu por US$ 360 bilhões no mesmo período. No País, as mercadorias falsificadas entram sobretudo pelos portos do Sul e Sudeste, destacaram autoridades do setor em recente seminário para debater o tema realizado na Alfândega do Porto de Santos.

0
0
0
s2smodern
powered by social2s
Apesar das divergências existentes entre todos os envolvidos na crise da aviação civil no País, há um consenso entre governo, empresas, sindicatos e até investidores: o caos nos aeroportos deverá resultar em uma reestruturação do setor. A ministra-chefe da casa civil, Dilma Roussef, afirmou ontem que esse será o principal efeito da crise. Segundo ela, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) ainda não tem o amadurecimento atingido pelas demais.

0
0
0
s2smodern
powered by social2s
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva quer formar uma equipe de ministros com característica “dupla” para o segundo governo. Em conversa ontem com jornalistas no Palácio do Planalto, a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, contou que Lula não quer subordinado apenas técnico ou apenas político, mas pessoas com conhecimento da área e compromisso público. “O presidente vai fazer questão da característica dupla, de técnicos comprometidos com o País”, afirmou.

0
0
0
s2smodern
powered by social2s
Antes, um funcionário separava 26 pedidos por hora. Agora, processa 116. A Ford Motor Company está otimizando as operações do seu centro de distribuição de peças em Barueri, na Grande São Paulo. Em parceria com a Penske Logística a montadora adquiriu quatro máquinas de armazenamento e separação vertical de produtos e aumentou a produtividade de seu centro de distribuição. Segundo o gerente de suprimentos e logística da empresa, Marcelo Bouttid, anteriormente um funcionário separava por hora 26 pedidos, com o equipamento, chamado de Vertical Shuttle o trabalho saltou para 116 pedidos por hora.

0
0
0
s2smodern
powered by social2s