• Mar de lama da classe política chega ao Porto de Santos e compromete Grupo Rodrimar; Michel Temer já dominou as indicações à Codesp; alemães estudam criação de vagões ferroviários autônomos e com propulsão própria; Índia adotará energias renováveis em seus 12 portos públicos; Placar da Demurrage do Porto de Aratu

    vagaoautonomo

  • Indubitavelmente tornaram-se frágeis as manifestações dos presidentes da Confederação Nacional das Indústrias (CNI), Robson Braga de Andrade, e da Federação das Indústria do Estado de São Paulo (Fiesp) , Paulo Skaf, na orientação de direções a serem seguidas para reverter a aflitiva situação do setor produtivo nacional.

  • Mensagens trocadas entre Gonçalo Torrealba e o João Baptista Lima Filho, protagonista da atual fase da Lava Jato, possibilitaram à Polícia Federal obter indícios de irregularidades e pedir a prisão preventiva dos três comandantes da Libra

  • O governo Michel Temer dá prosseguimento à sua avalanche de mudanças na legislação brasileira ao publicar o novo decreto que regulamenta a exploração de portos e terminais no País. Segundo a Presidência da República, o principal objetivo do documento que substitui o Decreto 8.033/13 é aumentar a segurança jurídica para os investidores no setor

    capa itajai port

    mendes diretorantaq

  • Recentes anúncios do Governo Federal criam um cenário inevitável e fazem com que a coluna Radar Global abra esta edição com um clichê muito utilizado por humoristas: temos uma notícia boa e uma ruim para dar ao empresariado brasileiro

    log

  • Para reduzir prazos e custos e aumentar a competitividade dos produtos brasileiros no exterior, o MDIC lançou no final da última semana o Novo Processo de Exportações do Portal Único do Comércio Exterior, também conhecido como DU-E

  • O embate judicial é estimado em aproximadamente R$ 3 bilhões, referentes à exploração comercial do Terminal 35 do porto santista. A administração da Codesp resolveu não fazer valer as vitórias na Justiça e, "passando o chapéu com o dinheiro alheio", participa de uma nebulosa arbitragem na Câmara de Comércio Brasil-Canadá

  • O futuro superministro da Economia do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), Paulo Guedes, já sinalizou ser favorável à privatização da maior parte das estatais brasileiras, mesmo as administrações portuárias decentralizadas. É o caso do Porto de Itajaí, em Santa Catarina, que pertence à União mas está sob administração municipal há mais de duas décadas.

  • O porto privado de Itapoá, em Santa Catarina, recebeu nesta semana a última autorização necessária para iniciar operações em uma nova área adicional de 60 mil m²; as obras do Terminal Portuário T2, no Porto do Açu, em São João da Barra (RJ), foram concluídas nesta semana pela companhia Acciona; as obras de dragagem de aprofundamento no canal de acesso ao Porto de Maceió, em Alagoas, devem ter início até o próximo dia 19 de março

    itapoa porto brasil

  • Em matéria de capa da revista CartaCapital, da última sexta-feira, sobre a disputa arbitrada da Codesp e a Libra Terminais, o jornalista André Barrocal tem a opinião de que “só por uma grande surpresa a Libra escapa de uma derrota”

  • A melhor solução para o ruidoso caso do Grupo Libra é a anulação da concessão dos seus terminais no Porto de Santos (SP), como propôs o Ministério Publico (MP) junto ao Tribunal de Contas da União (TCU).

  • Com 182,2 hectares, a administração dessa Zona de Processamento deverá ser concedida à iniciativa privada, por meio de processo de licitação a ser levado a cabo após a edição do decreto de sua criação

  • Em carta enviada ao presidente Michel Temer (PMDB), Pereira disse ter priorizado melhorias nas condições de trabalho dos servidores de carreira e ter auxiliado no reposicionamento do Brasil no mercado internacional.

  • A insegurança jurídica é regra para os investidores do setor portuário brasileiro e o cenário atual não é diferente. Governos e lideranças políticas se alternam, sem deixar um legado consistente para o aperfeiçoamento das regras e, consequentemente, beneficiando a competitividade do Brasil no comércio internacional

    armaz aere

    quintella

  • A partir de reunião deliberativa com representantes de sindicatos ligados à Federação Nacional dos Portuários (FNP), a categoria dos trabalhadores nos portos brasileiros entrou em estado de greve. O anúncio pressiona o presidente Michel Temer (MDB), que há duas décadas mina a eficiência da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) com indicações políticas inexplicáveis

  • A leitura dos documentos, que deveriam ser públicos, aos quais teve acesso o jornalista Bruno Merlin, talvez esclareça a razão do silêncio da estatal. Inexplicavelmente, a empresa brasileira controlada pelo grupo belga Deme apresentou uma reclamação cobrando o valor de R$ 15.432.093,16 e recebeu R$ 18 milhões da estatal Codesp, sociedade de economia mista que deveria zelar pelo interesse público

  • Caso um espectador externo decida analisar os últimos acontecimentos em nosso país, talvez a primeira impressão que tenha é a de que o brasileiro é um julgador: não importam as condicionais ou variáveis que envolvam os assuntos, por mais delicados que sejam...

  • O efeito Joesley Batista chegou ao Banco Central (BC). É o que dizem corredores e Brasil afora. Uma das primeiras "vítimas", segundo o presidente da União Geral dos Trabalhadores (UGT), Ricardo Patah, foi a própria reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), na última semana.

  • Estamos fechando quase três anos de aguda crise política e econômica. A gênese desse cenário foi a desastrada e irresponsável condução da política macroeconômica no governo anterior que levou o Brasil a uma das mais severas recessões de sua História.

  • Na surdina, o presidente Michel Temer (PMDB) mantém alguns de seus tentáculos políticos amarrados ao Porto de Santos há mais de duas décadas. Mas essa relação quase umbilical pode ser reponsável pela sua derrocada