• Durante discurso realizado na abertura da 17ª Edição do Fórum Nacional para Expansão do Setor Logístico Portuário – Santos Export, em Brasília, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, ressaltou que sua equipe é "fã do modelo landlord", mas está aberta a sugestões voltadas a uma nova natureza para a Autoridade Portuária de Santos que possibilite alcançar eficiência para a exploração de todo o potencial do principal porto do Hemisfério Sul

  • O WebSummit Nova Abertura dos Portos consultou o ex-superintendente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), Daniel Lúcio Oliveira de Souza, e agora publica a visão do entrevistado, que considera "falido" o atual modelo de administração dos portos e lamenta o distanciamento do "modelo da saudosa Portobras"

  • O governo local mantém planos em consonância com o Palácio do Planalto no sentido de ampliar as concessões e parcerias com a iniciativa privada para viabilizar grandes empreendimentos de infraestrutura

  • Garcia foi nomeado pelo governador paranaense Carlos Massa Ratinho Junior e assume o cargo depois de ter a indicação aprovada pelo Conselho de Administração dos portos paranaenses. Ele garante que irá valorizar os empregados de carreira da empresa.

  • O almirante Laranjeira ingressou na Marinha do Brasil em 1968 e, em sua formação militar, passou pela Escola Naval, pela Escola de Guerra Naval (EGN) e pela Escola Superior de Guerra (ESG), onde se formou no Curso de Altos Estudos de Política e Estratégia (CAEPE)

  • A reforma portuária é urgente e deve ser fundamentada nas razões de ser de um porto. Caso contrário, será polêmica e mal-acabada. E o comércio não atura desaforo. Escutar suas necessidade e desejos significa levar em conta sua herança milenar, cuja origem remonta milhares de ano.

  • Operador portuário é a pessoa jurídica pré-qualificada para exercer as atividades de movimentação de passageiros ou movimentação e armazenagem de mercadorias, destinadas ou provenientes de transporte aquaviário, dentro da área de um porto organizado

  • A descentralização do processo decisório é uma reivindicação de décadas da comunidade portuária brasileira, na busca de estabelecer decisões mais ágeis e transparentes no setor

  • A Portaria 530/2019-Minfra busca acelerar a análise dos investimentos na infraestrutura portuária e a análise de renovações de arrendamentos, onde, de acordo com dados da SNPTA, poderemos estar destravando investimentos da ordem de R$ 5,3 bilhões até o ano de 2020. O que torna o País elegível, ao menos na infraestrutura portuária, a responder satisfatoriamente ao tão esperado upturn da economia

  • As restruturações que vem sendo realizadas, a 45 dias do presidente eleito Jair Messias Bolsonaro tomar posse, passam a impressão de desmonte da empresa para causar problema ao novo governante. Convém destacar que como coordenador do Grupo de Trabalho e assessor especial do MTPA sobre os contratos de dragagem, Luiz Fernando manifestou-se favorável à possibilidade de passar esse serviço à iniciativa privada

  • Casemiro Tércio é formado pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP) e pela Advanced Management Program (AMP) da IESE Business School. Foi presidente do Porto de São Sebastião e ex-diretor do Departamento Hidroviário do Estado de São Paulo, além de sócio fundador e head de infraestrutura da Garín Investimentos e do Bureau da Engenharia

  • Investimento em tecnologia, segurança e agilidade para suportar o crescimento previsto para o terminal portuário nos próximos anos

  • Surpreende que, passados 80 dias de governo Bolsonaro, o que se anuncia como planejamento para os portos brasileiros não expressa a mínima possibilidade de alcançar, nos próximos quatro anos, os patamares dos portos asiáticos

  • Nos últimos anos foram propostos diversos malabarismos contábeis com o objetivo de equacionar as contas do Instituto de Seguridade Social Portus, o fundo de pensão dos portuários no Brasil. Atualmente, o déficit do fundo se aproxima de R$ 3,5 bilhões, valor que ameaça de liquidação o plano e coloca em risco a previdência complementar de milhares de contribuintes. A situação deficitária, entretanto, só ocorreu pela falta de pagamento por parte das companhias patrocinadoras, já que os contribuintes continuaram tendo suas cobranças descontadas em folha ininterruptamente

  • Portogente dá prosseguimento à publicação de entrevistas com presidentes de autoridades portuárias destacando visão e postura do atual mandatário do Porto de Santos, Casemiro Tércio Carvalho. Nas respostas enviadas à nossa redação ele destacou que o novo Plano de Desenvolvimento e Zoneamento (PDZ), em fase de elaboração, "tem como premissa condensar e adensar as áreas de movimentação de cargas" com o objetivo de formar clusters e aumentar a produtividade do porto santista

  • Na "dança das cadeiras portuárias" para 2019 já é possível afirmar que o diretor-presidente da Companhia Docas de São Paulo (Codesp), Luiz Fernando Garcia da Silva, que assumiu o comando após a prisão de José Alex Botelho de Oliva na Operação Tritão da Polícia Federal, assumirá a direção da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa). A indicação faz sentido, afinal Luiz Fernando é formado em Economia pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) e trabalhou como assessor do ministro dos Transportes desde janeiro de 2017

  • Após ter abandonado o comando e criado um clima de indefinição na CDP, afinal já havia tirado licença para tratar de assuntos particulares no período de 23 de agosto a 8 de outubro, Parsifal deverá coordenar a equipe de transição governamental de Helder Barbalho

  • Em entrevista ao Portogente, Gilmara defendeu a descentralização da gestão dos portos públicos e a estabilidade da legislação que rege o setor. Ela também ressaltou o crescimento das concessões de terminais portuários e a instalação de terminais de uso privados (TUPs), "uma vez que esses instrumentos são essenciais para diminuição do Custo Brasil" 

  • De modo geral, os presentes ao debate concordaram ser necessário descentralizar as decisões do setor portuário. A concentração do poder decisório em Brasília esteve presente em vários momentos da vida brasileira e atualmente está agravada pela Lei 12.815/2013. O engenheiro, economista e consultor portuário Frederico Bussinger ressaltou que, desde os tempos do Império, o Brasil é atraído pela "Coroa", tirando autonomia das comunidades instaladas nos complexos portuários

  • Com o novo cais, a expectativa é ampliar a movimentação em mais de 10 milhões de toneladas por ano no Porto de Vitória – atualmente, são cerca de 7 milhões de toneladas.