• Após os primeiros experimentos ficou comprovado que as rodas da locomotiva patinavam sobre os trilhos, principalmente em rampas ascendentes, as subidas. Apesar do grande esforço das máquinas, estas não conseguiam mover o trem adequadamente

  • Durante a colonização, os Grandes Lagos e seus rios eram os únicos meios práticos para o transporte de pessoas e de cargas. Embarcações do centro da América do Norte foram capazes de chegar ao Oceano Atlântico a partir dos Grandes Lagos, quando o canal de Erie foi aberto em 1825

  • Os Grandes Lagos e o Rio São Lourenço sempre foram importantes eixos de transporte para a economia da América do Norte mesmo antes dos Estados Unidos e do Canadá terem se tornado nações independentes

  • A primeira ferrovia no Brasil foi inaugurada em 1854 pelo Imperador Dom Pedro II e possuía uma extensão de 14,5 km, conhecida como Estrada de Ferro de Mauá. Ao longo dos anos as ferrovias passaram por várias expansões e também sofreram com o abandono e esquecimento. O transporte ferroviário é um dos mais utilizados no Brasil e no mundo, e conhecer a sua história é essencial. Leia tudo sobre a história das ferrovias brasileiras e fique por dentro do assunto.

  • Um dos primeiros precursores da locomotiva a vapor foi o veículo autopropulsor idealizado em Pequim, no ano de 1681, pelo jesuíta francês Ferdinand Verbiest. Em 1769, Joseph Cugnot, militar francês, construiu em Paris um veículo a vapor destinado ao transporte de munição. O aparecimento da locomotiva, e com ela o das vias férreas, está associado tradicionalmente ao nome do engenheiro inglês Richard Trevithick

  • 1908 – Em construção acanhada, pertencia a Alberto Fomm e Elisa Poli, oferecendo, na época, todas as comodidades de hospedagem.

  • O Hotel Atlântico é uma das jóias raras da cidade de Santos, no litoral paulista. Teve sua construção iniciada em 1908 e foi inaugurado em 1922. Sua construção neoclássica impressiona a todos que passam pelo cruzamento das avenidas Presidente Wilson e Ana Costa. O glamour do período de 91 anos também faz parte do dia-a-dia do Hotel. Segundo o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) de Vanessa Rodrigues Alvarez, o empreendimento, em 1923, possuía 150 quartos, salões de festas, chás e refeições, este com chão de mármore branco e negro. As refeições eram realizadas ao som de piano.

  • Muitas vezes ouvimos falar que o Porto e a Cidade de Santos estão intimamente ligados - o que é uma grande verdade, por razões óbvias.

  • Entender o que é logística pode parecer complexo num primeiro momento, mas ele está mais próximo da nossa rotina do que imaginamos.

  • Há locais em que encontramos ventos fortes e mar agitado ao atravessarmos o Golfo dos Leões motivado pelas baixas pressões do Atlântico Norte que atravessam o território francês, quando se navega de Barcelona para Marselha ou vice-versa. Normalmente estes maus tempos acontecem no inverno

  • Caros leitores, hoje falarei dos navios frigoríficos, embarcações para mercadorias que necessitam de baixas temperaturas para sua conservação, nos quais eu fui embarcado.

  • Três foram as razões que me impeliram a escrever novamente sobre o magistral Parque Balneário Hotel. A primeira foi a solicitação de Eduardo Pappacena Carneiro, proprietário da tradicional loja de artigos masculinos Ao Camiseiro, para ver uma imagem do antigo Parque Balneário (veja), visto do lado praia, ou melhor dizendo da Av. Vicente de Carvalho. A segunda foi a ideia da amiga e jornalista Viviane Pereira, autora de várias obras, propondo o relançamento do livro Memórias da Hotelaria Santista, lançado em 1997, juntamente com a jornalista Helena Maria Gomes. Por fim a terceira, que foi ao ler recentemente, o belo e nostálgico artigo Parque Balneário, o Hotel dos Sonhos, de autoria do conhecido jornalista Luiz Gonzaga Alca de Sant´Anna, na excelente revista Depois da Cena, que é um autêntico espaço cultural do jornal A Tribuna.

  • Aristides Inácio da Silva trabalhou no Porto de Santos durante mais de duas décadas. De origem pernambucana, ele seria somente mais um esquecido trabalhador que carregou sacas de café pelos armazéns do Cais caso um dos seus filhos – calcula-se que Aristides deixou mais de 25 espalhados pelo país – não se tornasse uma figura ilustre no meio sindical e político do Brasil

  • Neste artigo abordamos a influência da navegação de cabotagem na ocupação da Ilha de Santa Catarina.

  • O Porto de Hamburgo está localizado no rio Elba, na Alemanha, a cerca de 100 km da foz no mar do Norte. É chamdo de "Porta para o Mundo" na Alemanha, bem como o maior do país. Em termos de TEU's movimentados, o porto de Hamburgo é o terceiro mais movimentado da Europa e um dos 15 maiores do mundo.

  • Porto desde o Império Romano, Nantes torna-se um porto importante no século XIV, quando o sal e o tecido eram seus produtos mais movimentados. Entretanto, Nantes só expandiu suas atividades marítimas a partir do século XVI, que atingiram o apogeu no século XVIII

  • O Porto de Navegantes é um porto privado, brasileiro localizado na foz do Rio Itajaí, no município de Navegantes, no estado do Santa Catarina. A empresa administradora do porto é a Portonave SA - Terminais Portuários de Navegantes.

  • Até o ano de 1940, os serviços de Praticagem em todo o Brasil, eram exercidos por práticos independentes, trabalhando individualmente em pequenos grupos.

  • /A prisão de Lula, neste final de semana, vai alterar a logística do Brasil, no seu sentido mais amplo. O histórico e singular fato acontece em um momento do País diametralmente dividido em opiniões políticas e jurídicas, socialmente mobilizado, com um governo com alta rejeição e, a partir de hoje...

  • Este artigo do Portogente apresenta particularidades do mundo naval e detalhes sobre os mais diversos tipos de navios, além dos termos técnicos adotado no segmento da navegação