Caros leitores, continuamos a escrever sobre os portos marítimos, desta vez abordando os portos de Nantes e Saint-Nazaire, na França.

Gravura antiga do Porto de Nantes na foz do Rio Loire


Porto desde o Império Romano, Nantes torna-se um porto importante no século XIV, quando o sal e o tecido eram seus produtos mais movimentados. Entretanto, Nantes só expandiu suas atividades marítimas a partir do século XVI, que atingiram o apogeu no século XVIII. Nantes era, então, o primeiro porto francês, graças, sobretudo ao comércio triangular com a África e as Antilhas, onde os produtos movimentados eram o açúcar, o rum, as madeiras nobres, o índigo (tecido de algodão) e o principal de todos,"bois d'Ebène", o tráfico de escravos. Da abundância de madeira, os estaleiros navais surgiram nas bordas do Rio Loire e os cais do porto ficam repletos de navios.

Gravura antiga do Porto de Nantes com a construção naval a direita


Saint-Nazaire, localizada a 60 km de Nantes, em direção a foz do Loire, sempre foi o ante-porto de Nantes. Tornou-se um grande centro de construção naval da Europa a partir do século XIX. Destruída na 2ª Guerra Mundial, hoje abriga os maiores estaleiros franceses e suas instalações portuárias superaram as de Nantes.

Capital da província do País do Loire, Nantes é uma cidade importante da fachada oeste da França, sobre o Atlântico. O acesso as instalações portuárias é assegurado por um canal marítimo de 66 km de extensão que se decompõe em duas seções.

Nantes, a capital do Pays de la Loire


A primeira com 25 km de extensão, largura de 300 m e profundidade de 14.95 m, permite a atracação nos terminais de Donges. A segunda seção com 34 km de extensão, largura de 150 m e profundidade de 8,40 m, atinge as instalações portuárias de Nantes.

Vista do estuário do Rio Loire: a cidade e a ponte de Saint-Nazaire


O canal é totalmente balizado com faróis convencionais e monitorado por um sistema de rádio faróis. Por ser atravessado por importantes rodovias, o gabarito vertical do canal marítimo é de 61,40 m sob a ponte Saint-Nazaire e de 58,40 m sob a ponte Cheviré em Nantes. 

Instalações portuárias de Nantes sob a ponte Cheviré


Todos os terminais portuários têm ramais ferroviários ligados ao eixo Saint-Nazaire - Nantes - Paris – Europa. Em função do tipo da mercadoria 3 serviços de transporte ferroviário são oferecidos:

• em vagões isolados para o envio de tonelagem média entre 20 e 200 toneladas e os graneis agrícolas;
• em trens completos para o transporte maciço de matérias primas, produtos industriais e produtos pesados como minério de ferro e carvão;
• o transporte multimodal para os contêineres e as caisses mobiles (contêineres domésticos) e também para os swapbodies (vagões para o transporte de chassis rodoviários).

Não existe navegação fluvial no Rio Loire devido sua geomorfologia, canal indefinido e muito bancos de areia. 

Principais ligações ferroviária que atendem Nantes Saint-Nazaire


Instalações portuárias e produtos movimentados

As instalações portuárias estão localizadas em Saint-Nazaire, Montoir, Donges e Nantes, e movimentam petróleo bruto, produtos refinados, gás natural e carvão no setor energético. No setor agro-alimentar, são movimentados os farelos e os pellets para a alimentação animal além dos cereais. No setor de produtos florestais, a madeira ainda é um produto importante para Nantes. Os produtos industrializados são transportados em navios porta-contêineres e em navios roll-on roll-off.

Essa gama de produtos faz do Port Atlantique Nantes Saint- Nazaire, o 4º porto francês, que em 2005 movimentou 34.538.533 toneladas, que representou um aumento de 6,1 % em relação a 2004.

Referências bibliográficas
L' Office National de la Navigation, La voie navigable: une voie d'avenir. Paris: Automedon, 1980. 56p.
Robin, C., Bergeaud, C. Le français par la méthode directe – Deuxième livre. Paris: Librairie Hachette, 1951. 186p.
Henry, B.,Henry M. Voyageurs aux longs jours. Paris: Les Éditions Arthaud, 1982.21
Site do Port Atlantique Nantes Saint-Nazaire: www.nantes.port.fr, visitado em 31 de março de 2006.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s