Imagem panorâmica do Porto de Hamburgo

O Porto de Hamburgo está localizado no rio Elba, na Alemanha, a cerca de 100 km da foz no mar do Norte. É chamdo de "Porta para o Mundo" na Alemanha, bem como o maior do país. Em termos de TEU's movimentados, o Porto de Hamburgo é o terceiro mais movimentado da Europa e um dos 15 maiores do mundo. Após serem desembarcadas em Hamburgo, mercadorias são distribuiídas, especialmente por meio do modal ferroviário, para diversas regiões da Europa. O Porto ocupa uma área de 74 km², com localização privilegiada naturalmente pelas ramificações do Elba. É operado pela Hamburg Port Authority e conta com cerca de 11 mil atracações anuais de navios porta contêineres, graneleiros e de carga geral.

Histórico - Fundado em 07 de maio de 1189 por Frederick I, pela sua localização estratégica, foi o principal porto da Europa Central durante séculos e permitiu a consolidação de Hamburgo como uma das principais e mais ricas cidades da Europa. É anterior inclusive a fundação do centro urbano de Hamburgo. Durante a segunda metade do século 19, Hamburgo tornou-se o principal hub da Europa Central para o transporte de passageiros e de carga, e de 1871 em diante foi o principal porto de comércio da Alemanha. Em seu auge, era a base da Hamburg America Line, a maior armadora do mundo. O porto livre, fundado em 15 de outubro 1888, permitiu aos comerciantes um centro para o envio e armazenamento de mercadorias, sem passar pela alfândega e reforçou a posição do complexo no comércio marítimo com os países vizinhos. 

O Speicherstadt, um dos ícones arquitetônicos atuais de Hamburgo, é uma grande área de cais com 350 mil m² na margem norte do rio, construído na década de 1880, como parte do porto livre e para lidar com a quantidade crescente de bens armazenados no porto.

Os estaleiros de Hamburgo perderam frotas mercantes após Primeira e a Segunda Guerra Mundial e, durante a divisão da Alemanha entre 1945 e 1990, o porto de Hamburgo perdeu representatividade e conexões com outros hubs no planeta, consequentemente, muito de sua importância comercial. No entanto, desde a reunificação da Alemanha, a queda da Cortina de Ferro e estabelecimento e expansão da União Europeia, retomou sua posição como terreno substancial como um dos mais importantes centros de logística de primeira linha da Europa e como um dos maiores e mais movimentados do mundo.