1. O que é Logística?

 

                Entender o que é logística pode parecer complexo num primeiro momento, mas ela está mais presente em nossa rotina do que imaginamos. Observe o ambiente no qual se encontra nesse instante. Repare em todos os objetos e materiais que se encontram a sua volta. Estes podem ter sido adquiridos em alguma loja no centro da cidade ou em algum site de vendas na Internet. As questões decorrentes são: Quais suas verdadeiras origens? O que foi feito para que chegassem até aqui? Será que foram transportados por um caminhão ou um grande navio? Ou pelos dois?

                Presente até na roupa que vestimos e na comida que comemos, a logística engloba todo o processo por qual determinado produto percorre, desde a aquisição de matéria prima, sua fabricação, até sua chegada no estabelecimento definido, para então ser finalmente entregue ao consumidor ou ao ponto de consumo final, sempre buscando realizar tais objetivos da forma mais rápida, com a maior qualidade possível e da forma que o cliente deseja.

                A logística também envolve todo o sistema de controle de estoque e prazos, e as possíveis soluções de fatores inerentes à atividade, como o clima (alagamento de estradas, por exemplo, que pode afetar uma rota preestabelecida), trânsito em períodos de feriado e roubos de carga. A escolha do melhor modal de transporte (ferroviário, rodoviário, hidroviário, dutoviário ou aeroviário) para determinada região também é definida pela logística. 

         

Logística: O que é, evolução e atuação profissional - Figura 1
O transporte é considerado uma das atividades vitais da empresa, pois concentra a maior parte dos custos logísticos.

    

                Agora um exemplo prático: pense que você realizou uma encomenda de determinado produto de sua preferência. Assim que foi entregue em sua casa, quando você abre o pacote, percebe que o modelo entregue não condiz com o seu pedido. Logo, a empresa terá que realizar a troca do modelo, o que levará mais tempo para que você adquira seu produto desejado.

                Isso causa certa frustração e descontentamento, principalmente se você descobre, por meio de outras pessoas, que esse problema é frequente no estabelecimento. O mesmo acaba perdendo sua credibilidade e dificilmente você irá indicá-lo para outras pessoas. Por isso a logística também se torna grande vantagem competitiva nas empresas que conseguem aplicá-la da melhor maneira. E esse é um grande desafio de muitos profissionais da área: buscar meios de aprimorar processos logísticos para que estes se tornem cada vez mais eficientes, com o menor custo possível.

 

2. Origem da Logística

 

                A mais antiga definição do que é o termo “logística” vem de “logos” (do grego, “lógica”). Isso faz muito sentido, pois a logística iniciou-se na guerra pela necessidade de criar-se uma estratégia para o abastecimento de suprimentos do exército e de suas tropas; seja de alimentos, remédios ou armamentos. Então, pode-se notar que, desde seu início, a logística era tratada como um diferencial competitivo para melhorar procedimentos e, assim, conseguir vantagens sobre seu concorrente.

                Apesar da logística ser utilizada desde muito tempo atrás, é um termo que só começou a ser visto como uma ciência em 1917, quando o Tenente-Coronel Thorpe, do corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos, desenvolveu teorias em seu livro “Logística Pura: a ciência da preparação para a guerra”.

                Sendo assim, em 1945 os militares norte-americanos começaram a 2ª Guerra Mundial baseando e desenvolvendo tais conceitos expostos no livro de Thorpe. Desde então, a logística e seus conceitos evoluíram, mas o seu ideal continua o mesmo: melhorar processos para estratégias mais eficientes.

 

3. Evolução da Logística

 

                Até a década de 1940, poucos eram os estudos sobre o que é logística. O surgimento de empresas especializadas no assunto começou na década de 1960, quando o mundo começou a tomar consciência da necessidade e dos benefícios que poderiam trazer a um processo produtivo um melhor controle da qualidade dos procedimentos e da satisfação dos clientes.

                Entretanto, a logística começou a se desenvolver realmente na época da globalização e com o nascimento da Internet (época das aldeias globais). Em um mundo globalizado, a concorrência se tornou muito mais feroz do que antes, então o planejamento logístico de uma empresa se tornou uma das suas áreas mais importantes para determinar a vantagem competitiva em relação ao concorrente e, também, a satisfação do seu cliente. Dessa forma, atualmente, a logística gira em torno da redução de custos, aumento da agilidade no processo e do atendimento total às necessidades do cliente. Hoje em dia, existem diversos conceitos que buscam o aprimoramento desse conceito mais geral do que é logística, mas estes são mais focados em determinadas áreas e necessidades da empresa, podemos citar: logística empresarial, logística reversa e logística integrada.

 

Logística: O que é, evolução e atuação profissional - Figura 2
Com a globalização e acesso à informação, a logística expandiu seus horizontes atravessando fronteiras cada vez maiores.

 

4. Atuação profissional: cursos e mercado de trabalho

 

                Como a logística está presente em muitas partes diferentes de uma empresa, o ramo da logística possui um leque bastante amplo de profissionais com as mais diferentes formações que ocupam posições da operação e até de cargos da alta diretoria. Tais funções vão desde operadores de equipamentos (como empilhadeiras e guindastes), até conferentes de armazenagem e estoque, auxiliares administrativos, analistas de transporte, engenheiros, dentre outras.

                As principais atividades de quem trabalha na área envolvem o planejamento e estratégias de armazenagem, embalagem, de movimentação e de transporte de cargas, controles de estoque e de prazos, sempre focando na redução de tempo e custos, e satisfação do cliente ou consumidor final.

                A capacitação dos profissionais da área vai de nível médio/técnico até nível superior, como bacharéis de Administração, Economia e Engenharia. Os cursos de Técnico e de Tecnólogo em Logística são as principais formações, podendo haver outros cursos mais específicos e de menor duração para outros segmentos dentro da profissão.

                O curso Técnico em Logística é mais focado na atividade operacional, onde o aluno aprende os principais elementos da logística, tais como cadeia de suprimentos, operação da produção, de transportes e tecnologia da informação. Tem duração variada dependendo de onde é cursado, podendo ser de 6 meses até 1 ano e meio.

                Já o curso Tecnólogo em Logística, além de abordar sobre a atividade operacional, engloba também a parte de gerenciamento e planejamento de operações logísticas. Tem duração entre 2 a 3 anos, também dependendo da instituição onde é cursado.

                Como as funções dentro da área são as mais variadas, o piso salarial também acompanham essa variação. Um técnico de logística pode ganhar em torno de R$ 1.431,00 dependendo de onde se trabalha. Um tecnólogo ganha em média, inicialmente, cerca de R$ 1.744,00. Já um engenheiro logístico ganha, em média, entre R$ 5.662,00 a R$ 8.718,00; enquanto que um analista pode ganhar entre R$ 4.500,00 até R$ 10.000,00. Tais variações são acompanhadas pela responsabilidade associada ao cargo, pelo conhecimento do profissional e pelo piso salarial exigido por lei em cada curso de formação.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s