Caros leitores,

Neste artigo, iremos conhecer o canal de Briare, que permitiu a ligação do Vale do Loire, região dos castelos da nobreza francesa, à Paris, e também a ponte canal de Briare, uma verdadeira obra de arte.


 

O canal de Briare começou a ser construído em 1604, no reinado de Henrique IV, para ligar o rio Loire ao rio Sena. Foi a primeira obra que utilizou a idéia de um canal de junção entre as duas bacias hidrográficas, alimentado por reservatórios artificiais.

Chateau de Sully sur Loire – Castelo de Sully no Loire

O projeto de eclusa com 2 pares de portas basculantes e sistema hidráulico de enchimento e esvaziamento, desenhado por Leonardo da Vinci, denominada eclusa sas, também foi pela primeira vez executada.

Com a morte do rei Henrique IV, em 1610, e pelos custos de realização, maiores que os previstos, a obra ficou paralisada por mais de 25 anos. O engenheiro e arquiteto responsável pela obra, Hugues Crosnier, também não viu o encerramento da mesma.

Restando 12 quilometros para completar a obra, a Compagnie des Seigneurs de Loire et Seine foi criada, ela retomou os títulos de propriedade da obra e terminou o canal em 1638. A instauração do direito de pedágio atraiu grandes investidores e assegurou a perenidade da operação da navegação fluvial. O comércio das vilas importantes nas margens do Loire prosperou e as primeiras embarcações levavam de 3 a 4 dias para atingir Paris distante 150 km.

Localização do Canal de Briare e Cidade de Briare
Cais e docas do porto de Montagis no canal de Briare

O canal de Briare, tem o comprimento de 54 km, liga Buges à Briare, e é regulado por 32 eclusas. O desnível do lado de Montargis é de 85,8m e a do lado de Briare é de 41,2 m., e a profundidade é 1,8 m. Uma série de 7 eclusas justapostas, como uma escada, foi construída em Rogny. Uma proeza para a época, é até hoje classificada como monumento histórico.

Rio Loire no arredores de Orleans

Como o rio Loire é, até nossos dias, um rio não regularizado, isto é, tem o fluxo natural, as embarcações que entravam ou saiam do canal de Briare tinham dificuldades de navegação. A construção de um canal lateral permitiu contornar o trecho do Rio Loire, onde o fluxo da correnteza d’água era torrencial e exigiu a construção de uma ponte canal para cruzar transversalmente o seu leito, interligando o canal lateral ao canal de Briare.

Ponte canal de Briare – cartão postal da época da inauguração

A ponte canal de Briare tem 662 m de comprimento, 6 m de largura e profundidade de 2,2 m. Ela está a 8 m de altura sobre o nível de estiagem do rio Loire, é sustentada por 15 pilares de pedras talhadas, espaçados de 40 m. A execução dos pilares foi confiada à empresa de Eiffel, o mesmo da famosa torre, e a estrutura metálica foi fabricada por Ets Mont Saint Martin. O primeiro barco atravessou a ponte canal dia 16 de setembro de 1896 às 8 horas da manhã.

Se no início dos anos 80, mais de 800 embarcações comerciais navegavam soberanas no canal de Briare, quando a atividade turística praticamente não existia, atualmente a tendência é praticamente inversa. De fato, a navegação de turismo e recreio é cada vez mais importante, oferecendo um lazer de qualidade numa região de belas paisagens.

Ponte canal de Briare
Cruzeiro fluvial em Briare
Chateau de Chambord – Castelo de Chambord

A região de Briare hoje é um importante destino turístico, onde os cruzeiros fluviais navegam pela ponte canal de Briare, uma verdadeira obra de arte que se soma a beleza dos chateaux do Vale do Loire.

 

Referências bibliográficas:

L’ Office National de la Navigation, La voie navigable: une voie d’avenir. Paris: Automedon, 1980. 56p.

Robin, C., Bergeaud, C. Le français par la méthode directe – Deuxième livre. Paris: Librairie Hachette, 1951. 186p.

http://c_h_b.club.fr/pont/pont-canal.htm

http://www.trekearth.com/gallery/Europe/France/Central/Centre/Briare/

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s