• O Núcleo Jovem Engenheiro do Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo (Seesp), lançado no ano passado e desde então em plena atividade, está levando a cabo um projeto importantíssimo...

  • Neste artigo, iremos conhecer a rede de vias navegáveis da França, da qual já conhecemos diversos rios e canais, assim como algumas de suas interessantes obras. Agora iremos mostrar os números e as cifras que fornecerão a noção exata da importância da navegação fluvial na França e na Europa.

  • Em continuidade ao relato da evolução da navegação fluvial na França, hoje iremos abordar os primeiros engenhos que foram utilizados para vencer a correnteza do rio Sena, pois a halage era restrita aos trechos próximos das vilas, necessitava também da via lateral para os cavalos andarem e a força exercida era sempre ob/iqua. Nos trechos com muitos meandros e margens a/agadiças, a utilização da halage era impraticável.

     

  • Neste artigo, iremos conhecer o canal do Rio Marne ao Rio Reno, que permitiu a ligação de Paris, no Rio Sena, ao porto de Strasbourg, no Rio Reno, na divisa com a Alemanha.

     

  • Neste artigo, iremos conhecer o Canal do Norte, que permitiu a ligação de Paris, no Rio Sena, à região dos flandres na Bélgica e a vizinha Holanda.

  • Neste artigo, iremos conhecer o canal do Rio Reno ao Rio Ródano, que permitiu a ligação do porto de Roterdam, no Mar do Norte, ao Mar Mediterrâneo, ligando cidades como Frankfurt, Strasbourg, Lion e também Basiléia, importante porto suíço.

  • Toda crise, por mais pavorosa que seja sua origem e por mais graves que sejam seus efeitos, tem um aspecto positivo. A presente crise política, ética e econômica que se abateu sobre a Nação brasileira...

  • Em continuidade ao relato da evolução da navegação fluvial na França, hoje iremos abordar os diversos dispositivos de transposição utilizados para vencer os desníveis d'água, quando novas técnicas de engenharia foram aplicadas pela primeira vez na Europa e nos Estados Unidos.

  • O fato: O 2º leilão para arrendamentos portuários, no ciclo da Nova Lei dos Portos,não foi realizado. Estava previsto para ocorrer na Bovespa em 31/MAR/2016,envolvendo6 áreas/instalações no Pará (1 em Vila do Conde – a que foi retirada do leilão de DEZ/2015 (02; 03) por falta de interessados, 2 em Santarém e 3 em Outeiro).

  • Lei Kandir criada em 1996 que isenta de impostos a produção primária e semielaborados, bem como para evitar a elevação de carga tributária, já pesada, sobre a produção, fez uma verdadeira revolução no desenvolvimento do Brasil...

  • E uns engraçadinhos passam a brincar e tirar um barato do governo Temer. Inventaram uma hashtag: "Temer baixa o preço do feijão". Sete em 10 brasileiros amam feijão, incluindo o feijão carioca.

  • Em continuidade ao relato da evolução da navegação fluvial na França, hoje iremos abordar o transporte de madeira por flutuação, onde foi utilizada pela primeira vez uma técnica de logística: a unitização.

     

  • Acalentados há algumas décadas, e esperança do tal legado da Copa do Mundo (2014) e Olimpíadas (2016), os veículos leves sobre trilhos – VLT entraram no cardápio de soluções para o transporte público das cidades brasileiras; mormente nas suas regiões metropolitanas.

  • Neste artigo, iremos conhecer o canal de Briare, que permitiu a ligação do Vale do Loire, região dos castelos da nobreza francesa, à Paris, e também a ponte canal de Briare, uma verdadeira obra de arte.

  • O relatório que a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal), organismo criado em 1948 pelo Conselho Econômico e Social da Organização das Nações Unidas (ONU), prepara a cada ano mostra que o porto de Santos continuou a ocupar em 2015...

  • Neste artigo, iremos conhecer as obras que permitiram que a rede hidroviária francesa inter/igasse bacias hidrográficas distintas: o túnel-canal e a ponte-canal.