Caros leitores,

Em sequência o relato sobre a renovação da frota da Marinha Mercante Francesa durante os anos 60.

 


 

A renovação da frota francesa que começou na década de 50, após a recuperação dos portos destruídos e bloqueados pelos cascos soçobrados durante a 2ª Grande Guerra Mundial, com navios construídos para carga geral, os quais não tinham especialização por tipo de carga.

Nos anos 60 os navios já têm especialização por tipo de carga, e os primeiros porta-conteinêres são lançados ao mar.

Foto do Capitaine Wallis

O navio Capitaine Wallis construído em 1964 no Chantiers Navais de la Ciotat - França - Fonte: Les Navires de Commerce Français – 1996 – Marines Édition
O navio Capitaine Wallis construído em 1964 no Chantiers Navais de la Ciotat - França - Fonte: Les Navires de Commerce Français – 1996 – Marines Édition


Com 172,75 m de comprimento total, boca de 20,90 m e calado de 12,05 m, o Capitaine Wallis, assim como os navios da mesma série Capraia e o Circea, ambos construídos em 1963, tinham 6 escotilhas com abertura para os porões de carga geral.

Com capacidade total de 22.211 m³, acomodavam até 4.250 t de carga. O Capitaine Wallis transportava 312 conteinêres de 20 pés, ou seja, TEU.

Referências:
Les navires de commerce français – 1996 – Marines Editions – França – 1996-Jean-François Durand e Gerard Cornier.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

O que você achou? Comente