Meio Ambiente

Até o dia 15 de janeiro, o Senar Goiás vai selecionar 30 técnicos que ficarão responsáveis pela assistência técnica do projeto no Estado. Com o objetivo de aumentar a abrangência da orientação repassada aos produtores que optaram pela produção sustentável no bioma cerrado, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural em Goiás (Senar Goiás) está em busca de novos profissionais. Para isso, a entidade publicou um edital de recrutamento. Entre os dias 4 e 15 de janeiro de 2016,  os interessados poderão efetuar as inscrições.

Atividades ecológicas junto à diversidade das belas paisagens brasileiras têm atraído visitantes do mundo em busca do ecoturismo, apresentado pela grande diferença geográfica e climática do extenso território do Brasil. De acordo com um levantamento feito pelo Ministério do Turismo mostra que 46,8% de visitantes internacionais que vêm ao Brasil buscam lazer, especialmente com sol e praia, além de atividades ligadas ao ecoturismo. Ainda segundo o ministério, em 2016, o número de turistas deve chegar a um milhão de visitantes por conta das atividades das Olimpíadas do Rio de Janeiro.

Pesquisa realizada pela Ernst & Young (EY) com investidores institucionais de vários países aponta que informações não financeiras têm ganhado importância na hora de decidir onde investir. O “Tomorrow’s Investment Rules 2.0” ouviu mais de 200 profissionais da Ásia-Pacífico (28,9%), Europa continental (28,8%), Austrália (10,9%), E.U.A. e Canadá (10,9%), Reino Unido (10,5%) e América Latina (10%) sobre a importância de informações não financeiras na hora de decidir onde investir. Do total, 61,5% acreditam que riscos ambientais, sociais e de governança (ESG risks, em inglês) são relevantes para companhias de todos os setores da economia. O percentual é praticamente o dobro dos 33,7% registrado em 2014, primeiro ano em que o estudo foi feito.

Aextinção de animais é um processo enfrentado pelas florestas tropicais que pode estar passando despercebido sobre suas consequências. Grandes aves e mamíferos estão ameaçadas pela caça e o tráfico ilegal e a perda desses grandes animais pode provocar impactos imprevisíveis no clima do Planeta.

A Escola Politécnica (Poli) da USP integra o grupo de trabalho organizado pelo governo estadual paulista para diagnosticar a situação das barragens de mineração e da indústria de transformação mineral presentes no estado de São Paulo. A primeira reunião do GT ocorreu no dia 9 de dezembro, na sede da Secretaria Estadual de Energia e Mineração, na capital paulista, e contou também com representantes de outros órgãos de governo, do setor acadêmico e do setor privado. O grupo tem um prazo de 90 dias para apresentar o relatório final.