• A longa história de Temer em Santos e os vagões ferroviários "fantasmas"

    Mar de lama da classe política chega ao Porto de Santos e compromete Grupo Rodrimar; Michel Temer já dominou as indicações à Codesp; alemães estudam criação de vagões ferroviários autônomos e com propulsão própria; Índia adotará energias renováveis em seus 12 portos públicos; Placar da Demurrage do Porto de Aratu

    vagaoautonomo

  • Aparelhamento sem fim na Docas do Rio e um novo modelo para os portos brasileiros

    Retrato fiel do jogo de interesses e da ausência de comprometimento com o País, a nomeação de diretores para a Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ) respeita apenas uma regra: a indicação forçada de políticos influentes na estatal

    navio o sol

  • Associação de portos elabora carta para equipe de transição de Bolsonaro

    De acordo com a diretora-presidente do Porto de Cabedelo (PB), Gilmara Temóteo, a retomada do processo de descentralização da gestão dos portos públicos e a não privatização integral dos terminais foram os principais pontos discutidos

  • Audiência pública sobre déficit no Portus será realizada dia 26 de junho

    O encontro acontece a partir das 14 horas no Anexo II da Câmara, em iniciativa do deputado federal João Paulo Tavares Papa (PSDB-SP). Sob intervenção federal desde 2011, o atual déficit do Portus é de cerca de R$ 3,5 bilhões

  • Bolsonaro passa por cirurgia após levar facada em cidade mineira

    A equipe médica da Santa Casa de Misericórdia suspeita que ele tenha sofrido lesões no fígado e na alça intestinal. Ele era carregado por correligionários quando um homem identificado como Adélio Bispo de Oliveira desferiu um golpe com uma faca. O criminoso chegou a apanhar dos adeptos do candidato do PSL e foi preso no local.

  • Bolsonaro recebe transfusão de sangue após ser esfaqueado em ato de campanha

    O candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL), recebeu a transfusão de duas bolsas de sangue na Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora (MG) após ser esfaqueado durante um ato de campanha. Ele estava sendo carregado por apoiadores em meio a centenas de pessoas quando foi atingido por golpes desferidos por Adélio Bispo de Oliveira, detido logo na sequência do crime

  • Bolsonaro vai comandar um Brasil ansioso por desenvolvimento, justiça e paz

    Bolsonaro vai assumir um Brasil dividido. Uma vitória que vai exigir muito esforço para se consolidar, tendo em vista a estreita diferença de votos entre os dois candidatos. Sua proposta de plano de governo de 81 páginas e forte tempero emocional sintetiza problemas e esboça ideias para tratá-los

  • Brasil joga sua sorte no domingo

    Impossível formular qualquer previsão de rumo do Brasil enquanto não se der o resultado definitivo das eleições à Presidência da República. Mais obscura fica essa questão quando o líder das pesquisas tem como símbolo da sua campanha disparar uma arma de fogo.

  • Brasil movimenta novos cargos e governo tenta descentralização

    Campos discursa na tribuna do Senado - Foto: Agência Senado

    Portos brasileiros são alvos de negociações em Brasília e processo para reduzir burocracia no comércio exterior gera cabo de guerra

    r1

    r2

  • Codesa será transformada de Sociedade de Economia Mista em Empresa Pública de Capital Fechado

    Será realizada no próximo dia 29 de junho, sexta-feira, Assembleia Geral Extraordinária na Companhia Docas do Espírito Santo (Codesa) com o objetivo de deliberar a transformação da Companhia de Sociedade de Economia Mista de Capital Fechado para Empresa Pública de Capital Fechado. Para isso, o estatuto social da Codesa será alterado para atender a mudança da finalidade da empresa

  • Com fim da era de Requião e Richa, portos do Paraná aguardam movimentos de Ratinho Júnior

    Ao longo dos últimos 15 anos, a Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) foi comandada por indicações políticas feitas por Roberto Requião (MDB) e Beto Richa (PSDB). Algumas dessas indicações contemplaram, inclusive, Eduardo Requião, irmão do ex-governador do Paraná, para a superintendência da Appa, e José Richa Filho, irmão de Beto, para a Secretaria de Infraestrutura e Logística do governo estadual

  • Conheça as diretrizes dos candidatos à Presidência para o setor logístico

    Com o término do prazo para registro das candidaturas à Presidência da República no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Portogente analisou as diretrizes protocoladas pelos postulantes ao principal cargo do Executivo nacional

  • Delator diz que propina a deputados do Rio chegava a quase R$ 1 milhão

    Miranda também relatou que Jorge Picciani (MDB) e o também ex-presidente da Alerj Paulo Melo (MDB) receberam dinheiro do caixa único de propinas que o ex-governador Cabral mantinha

  • Delegado diz que Queiroz estava há um ano no imóvel de advogado de Flávio Bolsonaro

    De acordo com o delegado, Queiroz não esboçou reação ao pedido de prisão e disse estar um "pouco doente". Ele entregou aparelho celular e documentos que "interessavam ao Gaeco". A porta do imóvel foi forçada para a execução do mandato, já que ninguém atendeu à campainha

  • Direção de companhias docas estarão instáveis até novo governo

    Nos últimos dias, duas das principais companhias docas brasileiras enfrentaram mudanças abruptas, com a prisão de diretores na Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) e a renúncia do presidente na Companhia Docas do Pará (CDP)

  • Dólar: seu aumento ou sua diminuição influencia em quê?

    O ano de 2015 começou trazendo grandes planos para Economia Brasileira, um deles foi um aumento do dólar de 3 unidades monetárias em média. O que isso pode trazer como impacto para os agentes econômicos no Brasil? Ou, ainda mais além, o que a mudança do valor de unidades monetárias do dólar pode trazer para um país?

  • Magano pede iniciativa privada à frente de atividades operacionais

    O Esquenta WebSummit Portogente 2017 apresenta um trecho da participação do mestre em Engenharia Civil e ex-diretor das empresas Rumo Logística e Cosan, Carlos Eduardo Bueno Magano, neste evento 100% online e gratuito recheado de palestrantes com grande capacidade técnica

  • Mais Bolsonaro e menos Paulo Guedes

    Talvez o guru e futuro superministro Paulo Guedes venha a ser mais problema do que solução no governo do presidente Jair Bolsonaro. Com um otimismo liberal fácil, promove ficção da política econômica comparável ao de uma estatística que considera uma pessoa com a cabeça no frigorífico e os pés na fornalha em temperatura confortável. Tenta provar que vai transformar o patrimônio das estatais brasileiras de aproximadamente R$ 480 bilhões em R$ 2 trilhões em um gesto de mágica

  • Mensaleiro e "cacique" do Porto de Santos, Costa Neto vai comandar bilhões no governo Bolsonaro

    Mesmo sem mandato, Costa Neto continua influente no cenário político nacional e, ao lado de Roberto Jefferson (PTB), também envolvido no Mensalão, sinaliza aproximação ao governo de Jair Bolsonaro. O intuito, como fica claro, é obter cargos estratégicos em instituições que contam com orçamentos bilionários e garantir base de apoio ao presidente da República no Congresso

  • MP beneficia concessões ineficientes

    A Medida Provisória (MP) que estabelece prorrogação e relicitação de contratos de concessão com parcerias para infraestrutura foi aprovada pela Câmara Federal. O texto irá para o Senado