Caros leitores,

Nos últimos artigos, fizemos a descrição dos portos do vale do rio Sena. Hoje, falaremos sobre o Porto de Marselha, que é o principal porto francês e o quarto porto europeu. Está localizado no Mar Mediterrâneo, à esquerda do delta do Rio Ródano.


 

 

Mapa do Porto de Marssília, primeiro nome de Marseille

 

UM POUCO DA HISTÓRIA


            Colônia grega fundada no século VI AC pelos ”phoceens”, originalmente Massília, depois Marssília, conhece uma longa prosperidade nos tempos romanos. Marseille, Marselha em português, reencontra novamente sua atividade portuária durante as Cruzadas, no século XII ao século XIII, torna-se francesa em 1481 e porto livre em 1669. Foi o principal porto para o tráfego de mercadorias e passageiros para as colônias francesas da África e Ásia. Finalmente, após a abertura do Canal de Suez em 1869, inicia a fase de grande porto internacional.

 

DESENVOLVIMENTO

Gravuras do Vieux Port

 

             Após permanecer durante 25 séculos restrito à pequena bacia do “Vieux Port”, Velho Porto, um plano audacioso para época, começa com construção em 1845, da Bacia de Joliette, um porto moderno com 14 m de profundidade e protegido por uma linha de diques. Em menos de um século foram construídos 26 Km de cais, estendendo-se do Velho Porto à Estaque.

 

Expansão de Marselha para fora do Vieux Port em direção à Joliette

 

              Paralelamente as ampliações do porto foram realizadas grandes obras de acessos, destacando-se um túnel ferroviário de 5 Km. E notadamente um túnel canal de 7 km ligando o porto ao lago de Berre e ao Rio Ródano.

              No início do século XX, as indústrias começaram a se instalar junto ao lago de Berre, formando um verdadeiro complexo industrial após a 1ª Guerra Mundial. Em 1952 é inaugurada a bacia de Lavéra, marcando a renovação do porto de Marselha, totalmente destruído em 1944, na 2ª Guerra Mundial.

Fotos antigas do Vieux Port
Entrada do Velho Porto com o transbordador de carga em 2º plano
 

            Em 1965, novamente um projeto audacioso cria o Porto Industrial de Fós, agora ocupando toda a região leste da desembocadura do Ródano, na área de preservação de Camargue.

            Atualmente, o porto de Marseille-Fós abrange toda a faixa litorânea, entre o Velho Porto e o Porto de Saint Louis du Rhône, na foz do Rio Ródano, inclusive o lago de Berre, estendendo-se por mais de 50 km.

Mapa do delta no Rio Ródano — Rhône em francês
 

UM POUCO DE ARTE


             As cores fortes da Provence e do Mediterrrâneo, sempre atraíram os grandes mestres como Van Gogh, Gauguin, Monet e Cézanne. Van Gogh que viveu em Arles, pintou a cidade, além diversas paisagens e marinhas, como a planície de La Crau e os barcos de Saintes Maries de la Mer, também inspirou outros artistas, como Keiflint e Olive, a pintarem o Vieux Port.

Pinturas da bacia do Velho Porto
Entrada do Velho Porto

 

L’Estaque de Cézanne e os barcos de Van Gogh

 

Planície de La Crau e o Rio Ródano em A Noite Estrelada, de Van Gogh

 

 

Referências bibliográficas:

L' Office National de la Navigation, La voie navigable: une voie d'avenir. Paris: Automedon, 1980. 56p.

Robin, C., Bergeaud, C. Le français par la méthode directe
– Deuxième livre. Paris: Librairie Hachette, 1951. 186p.

Henry, B.,Henry M. Voyageurs aux longs jours. Paris: Les Éditions Arthaud, 1982.21

Santos, S. dos. Porto de Marseille. São Paulo: Marinha mercante em todo o mundo – O Estado de São Paulo, 22/09/1987.

Site: http://ecoledelacrau.free.fr/portancien1.jpg, acessado em 06/02/2006

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

O que você achou? Comente