Opinião

São múltiplas as razões para a extensão das redes criminosas que agem à sombra do Estado. Uma das fontes desse poder oculto é a própria Constituição de 88. Parece uma sandice, pela antinomia expressa: a lei maior, no mais elevado pedestal da Pátria, ser responsável por mazelas. Há lógica?

0
0
0
s2smodern
powered by social2s

A transparência nas contratações de empreendimentos governamentais se tornou um imperativo para a redução do desperdício de dinheiro público e vacina contra a corrupção.

0
0
0
s2smodern
powered by social2s

 

por Rafael Martins*

Os hábitos dos consumidores mudaram drasticamente nos últimos anos. E isso se deve, sobretudo, à tecnologia, que permite um fácil acesso às informações em tempo real e também cria formas eficientes de realizar compras, como o e-commerce e, mais recentemente, os dispositivos móveis. É cada vez maior o número de pessoas que acessa à internet por meio dos seus smartphones e tablets. Isso porque a evolução tecnológica possibilita boas experiências de navegação sem precisar acessar um desktop. Dado este cenário, é preciso investir na maximização das vendas nos aplicativos. A seguir, listo três passos para evoluir essa estratégia.

Crie conteúdo personalizado - os usuários adoram conteúdo personalizado para uma imsersão. Quanto maior for a capacidade de proporcionar uma experiência única, maiores são as chances de ter sucesso no mercado. E essa personalização pode se basear no interesse, nos comportamentos, na localização, na cultura, entre outros fatores.
O uso de um aplicativo para dispositivos móveis permite que os usuários definam claramente suas preferências desde o início, informando dados que você pode explorar para entregar conteúdo personalizado. O aplicativo observará o envolvimento e o comportamento para oferecer recomendações personalizadas e atualizações de produtos para usuários, dependendo de sua localização e em tempo real.

Recursos dos smartphones e tablets - os aplicativos para dispositivos móveis têm uma vantagem adicional, você pode codificar um app para utilizar vários recursos como a câmera para escanear tipos de códigos de barras e o GPS para se conectar a mapas e a outros serviços que podem ser utilizados para propósitos diferentes.
Outra vantagem adicional é que os recursos do dispositivo podem reduzir significativamente o tempo que os usuários levam para iniciar e executar uma ação e, fundamentalmente, mudam a maneira como eles interagem com o dispositivo e seus aplicativos. Além disso, as plataformas de codificação dos sistemas iOS, Android, Xamarin e Hybrid possuem todos os recursos e padrões distintos que os desenvolvedores de apps móveis utilizam para otimizar a experiência do usuário.

Atualizações instantâneas - a capacidade de enviar notificações instantâneas e não intrusivas aos usuários é uma das principais razões pelas quais as empresas devem investir em um aplicativo. Esse é um recurso muito interessante para estimular as vendas da sua loja online. As notificações são recebidas quando um usuário abre um app em seu dispositivo.
Push Notifications - são recebidas nos dispositivos independentemente de um usuário abrir um app ou não. Além disso, você pode enviar atualizações regulares via Play Store, App Store e Windows Store para o seu aplicativo, mantendo-o atualizado em todos os momentos com os recursos mais recentes. Isso permite que você promova produtos e serviços, aumentando regularmente suas vendas e lucros.
Após a consolidação do e-commerce, a migração para os dispositivos móveis é apenas uma consequência da evolução tecnológica somado aos novos hábitos dos consumidores. Em razão destes fatores, vislumbra-se a importância de investir, cada vez mais, nas vendas mobile para fornecer experiências personalizadas aos clientes. Seguindo este passo a passo, a estratégia de vendas nos aplicativos das lojas online é muito mais assertiva e maximizada!

* Rafael Martins é CEO da LifeApps, empresa do Grupo Máxima responsável por plataformas de e-commerce.

0
0
0
s2smodern
powered by social2s

Sindicalmente falando alguém pode ter ilusões com o governo Bolsonaro?

0
0
0
s2smodern
powered by social2s

A taxa de desemprego na Região Metropolitana de São Paulo atingiu 16,6% em junho, de acordo com dados da PED (Pesquisa de Emprego e Desemprego, realizada pelo DIEESE e a Fundação Seade). E a desocupação não cresceu porque 48 mil pessoas deixaram de procurar emprego, o que compensou os mais de 17 mil postos de trabalho fechados.

0
0
0
s2smodern
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.