Na atual época: a especialização, os navios de maior dimensão e os fluxos logísticos inteligentes refletem mudanças econômica e social nas cidades.

Jama SPA editadoFecunda, assim foi a visita do presidente da Santos Port Authority (SPA), Fernando Biral (na foto, à esq.), à sede do Portogente, no último dia 15 de julho, recebido pelo CEO do portal, José Antonio (Jama), na foto à direita. Além dos principais temas do Porto de Santos, como os leilões de áreas e a desestatização, foi apresentado o projeto do Portogente para impulsionar a relação Porto-Cidade, notadamente o fomento às ações culturais, como a grande possibilidade de sinergia entre essas duas comunidades. Um relacionamento relevante na harmonização de elementos de ordem econômica, social, política e moral, afetados pela evolução da atividade.

Leia também
* Portogente celebra 19 anos recebendo secretário Mário Povia e falando de Porto de Santos

Biral destacou que o projeto vai ao encontro da agenda da SPA para engajar e promover a aproximação da comunidade aos temas portuários para além da operação de cargas, iniciativa que ganhou centralidade no Plano Estratégico da Autoridade Portuária 2021-2025. E, no sentido de potencializar esse programa, a SPA irá apoiar o projeto Porto-Gente-Cidade do portal Portogente. Desse modo, o Porto de Santos promove uma abordagem inovadora da problemática Porto-Cidade, com profundidade e alinhada aos principais debates mundiais, na busca avançada de competitividade e sustentabilidade.

Leia também
* ESG está acontecendo nos portos brasileiros

O projeto Porto-Gente-Cidade repagina o rico caldo cultural e histórico da região na construção de novas relações, com sinergia e mediação das universidades locais. Uma forma mais eficaz de promover racionalidade a um processo em curso de intercâmbio e interassociação humana em progresso pela evolução tecnológica. Estamos falando de tecnologia blockchain, navio digital, enfim, também uma aceleração das comunicações que permite a Autoridade Portuária estender suas operações a margens mais distantes.

Leia também
* Porto-indústria de Santos atrasado 25 anos

A história portuária de Santos tem raízes profundas que remontam o início do século XVI. O crescimento da sua cidade a partir do seu porto ocorre no final do século XIX, com as transformações do país independente. O Porto de Santos fazia parte da estratégia de assegurar para o Brasil o papel de parceiro confiável das nações civilizadas. O projeto Porto-Gente-Cidade é uma proposta de utilizar a arte para contar a história, perceber o presente e viver sonhos de vida ideal; difundir práticas e relações sustentáveis.

Leia também
* Cidade Tecnológica da inteligência digital do Porto de Santos

Convém que as cidades impactadas pelo Porto de Santos, olhando o passado, perguntem: o que esperar do futuro? Considerando que um porto é muito complexo para ser considerado como parte integrante do tecido urbano e, também, existem certas atividades que podem ser integradas. Não há soluções universais para o bom relacionamento Porto-Cidade. É um processo construído, para o qual contribui o grau de cultura portuária da comunidade. Ou seja, o modo de viver e de pensar a cidade portuária.

Leia também
* Porto e Cidade planejando e construindo juntos o futuro

Em síntese, Porto-Gente-Cidade é um debate extensivo do porto, pela arte, na concepção de convivência sustentável entre porto e cidade. Como meio: cursos escolares, teatro, música, cinema etc. Campanha para transferir a Faculdade de Tecnologia - Fatec para o prédio da Hospedaria dos Imigrantes, junto ao porto. Um caminho a ser construído e desfrutar feliz ao caminhar.

Leia também
* Ministro da Infraestrutura garante o túnel submerso do Porto de Santos

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*O Dia a Dia é a opinião do Portogente

O que você achou? Comente