• Empregos e serviços estão se transformando rapidamente, tornando obsoletos os conhecimentos considerados fundamentais no passado

  • De acordo com o Instituto de Logística e Supply Chain (Ilos), os custos logísticos no Brasil equivalem a mais de 10% do Produto Interno Bruto (PIB), com forte influência da atividade de transportes. Esses gastos representam cerca de 10% do faturamento das empresas brasileiras.

  • O conteúdo do documento auxilia a compreeensão da importância da logística dentro das atividades da gestão da cadeia de suprimentos

  • Portogente sai na frente, mais uma vez, na proposta de criar uma grande “praça” virtual onde todos, onde estiverem, no Brasil ou em outros países, possam debater, refletir e indicar caminhos que otimizem, melhorem, modernizem e expandam a logística brasileira rumo ao grande comércio mundial.

  • Até 20 de abril estará aberta consulta pública do estudo desenvolvido pela Empresa de Planejamento e Logística (EPL) para o Plano Nacional de Logística (PNL), que define as obras prioritárias para infraestrutura até o ano de 2025.

  • Luciana destaca a importância de entender o processo do comércio internacional de acordo com a legislação brasileira

  • A autorização é válida por 30 dias, podendo ser prorrogada enquanto persistir a situação emergencial apresentada pelos setores de avicultura e suinocultura capixabas

  • Retrato fiel do jogo de interesses e da ausência de comprometimento com o País, a nomeação de diretores para a Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ) respeita apenas uma regra: a indicação forçada de políticos influentes na estatal

    navio o sol

  • Um problema evidente no atual cenário da gestão logística no Brasil é o fato de existirem empresas com sistemas que fazem o tracking parcial da cadeia, que é o acompanhamento de um determinado item nas etapas de cada processo na cadeia.

  • Ministério dos Transportes libera verba para pavimentação da caótica rodovia BR-163; Antaq lista 22 infrações da Codomar e multa a estatal em mais de R$ 300 mil e a novela sobre o VLT do Cuiabá parece não ter fim - e nem fazer sentido

    caminhao atoleiro br163

  • Portos brasileiros são alvos de negociações em Brasília e processo para reduzir burocracia no comércio exterior gera cabo de guerra

    r1

    r2

  • Para Milton Lourenço, presidente da Fiorde Logística Internacional e diretor do Sindicato dos Comissários de Despachos, Agentes de Cargas e Logística do Estado de São Paulo (Sindicomis), se o Brasil não precisa se preocupar muito com o futuro do seu agronegócio, pois, ainda que tenha havido declínio nos preços internacionais das commodities, a demanda chinesa afigura-se como inesgotável, é absolutamente necessário ao País abrir mercados para os seus produtos manufaturados e buscar uma nova relação com o mundo. "Isso ficou claro depois que a presidente Dilma Rousseff, em seu segundo mandato, admitiu, de maneira implícita, que em sua política comercial anterior que misturava ideologia com comércio residiu boa parte do fracasso de seu primeiro governo, gerando uma “herança maldita” para si mesma", diz o empresário.

    Para ele, é de se reconhecer que esse mea-culpa presidencial já deu bons resultados, pois, em 2015, a participação dos manufaturados no volume total das exportações subiu de 35,5%, em 2014, para 38,1%, alcançando o patamar de 2013 (38,4%), embora ainda distante daquele registrado em 2007 (55%). E que, para 2016, espera-se um superávit superior a US$ 35 bilhões. Mas é preciso mais, reivindica Lourenço. E acrescenta: "Por isso, espera-se com ansiedade a desconstrução da rivalidade entre Mercosul (Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai e Venezuela) e Aliança do Pacífico (México, Peru, Colômbia e Chile) que marcou a atuação dos últimos governos de Brasil e Argentina, apesar da má-vontade do governo venezuelano, que insiste em manter a velha postura. Da parte do Brasil, já houve avanços significativos com a formalização de vários acordos de investimentos com Colômbia, México e Chile. E o novo governo argentino parece seguir no mesmo sentido."



  • Pouco tem sido feito em termos de aperfeiçoar e incentivar os modais ferroviário e hidroviário, no entanto o anúncio da construção de novos portos e terminais portuários é uma constante no noticiário do setor

  • Navegação de cabotagem poderá voltar a ter papel destacado nas viagens marítimas costeiras, na gestão do ministro da Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas. Até meados da década de 1950, o transporte marítimo de passageiros no Brasil era intensamente empregado para cobrir grandes distâncias.

  • Centro de Distribuição (CD) é um armazém cuja missão é realizar a gestão dos estoques de produtos na distribuição física e cujas atividades englobam manuseio, armazenagem e administração de produtos e informações e, em alguns casos, colocação de embalagem e rótulos, processamento de pedidos e emissão de nota fiscal

  • A Autoridade Portuária tem por objetivo a retomada da normalidade nas operações portuárias, o mais breve possível, a fim de que a economia e o comércio exterior brasileiro não continuem a sofrer prejuízos decorrentes do referido movimento

  • Cumprir com a promessa do e-commerce para oferecer compras fáceis, seguras e que o pedido chegará no prazo combinado é o resultado de uma correta otimização de estoques e promoção de colaboração entre diferentes parceiros de negócios

  • Artigo desenvolvido por Edésio Elias Lopes, doutor em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) na área de Infraestrutura Viária, aborda procedimentos adotados por grandes empresas de logística com o objetivo de reduzir os custos logísticos sem impactar na qualidade e eficiência do serviço prestado

  • O Cone – Condomínio de Negócios, empresa líder do Nordeste em sua área de atuação –, prevê crescimento de 15% em sua plataforma em Suape (PE), quando estiver operando o segundo terminal de contêineres, o Tecon 2

  • Publicamos a seguir a programação dos vídeos do WebSummit. O material ficará disponível para consulta e debate mesmo após o período do evento, uma vantagem proporcionada pela Internet em relação aos congressos presenciais

    jaime alheiros suape porto