A desorganização brasileira para o transporte de cargas é uma velha e criticada conhecida, sendo responsável, de acordo com a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), por triplicar os custos de movimentação de mercadorias no País caso os valores sejam comparados aos de nações concorrentes como Estados Unidos e Argentina. Pouco tem sido feito em termos de aperfeiçoar e incentivar os modais ferroviário e hidroviário, todavia o anúncio da construção de novos portos e terminais portuários é uma constante no noticiário do setor.

A direção do Porto Pontal do Paraná garante, conforme anunciado neste Portogente, estar confiante em iniciar as operações em 2020. A bola da vez, entretanto, é o Porto Brasil Sul, projetado para operar na região da Ponta do Sumidouro, em São Francisco do Sul (SC), esperado para funcionar a partir de 2022. Os dois empreendimentos pretendem competir em um ambiente altamente disputado, o polo Sul-Sudeste, no qual se encontram portos como os de Santos, Paranaguá, Itajaí e Rio Grande.

brasilsul reuniao

Comunicado enviado ao Portogente valoriza a localização do projeto, cujo calado médio seria de 20 metros e poderia receber navios da classe Post Panamax, as maiores embarcações de carga que navegam pelos oceanos. Os detalhes dos investimentos no terminal multicargas foram apresentados na última semana à Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) e à Secretaria Nacional de Portos. Os números apontados pelo diretor-técnico Renato Pavan foram ligados à criação de sete terminais e de oito berços de atracação, com movimentação projetada de 20 milhões de toneladas por ano.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s