Meu tio Kepler Alves Borges tinha dois grandes orgulhos. O primeiro, de ter servido a gloriosa Força Expedicionária Brasileira (FEB) na Segunda Guerra Mundial, no quartel-general sob as ordens do General Castelo Branco – mais tarde Marechal e Presidente da República – no teatro de operações da Itália.

O segundo era o de ter sido funcionário do Banco do Brasil, onde se aposentou como advogado.


Foto de Kepler enviada da Itália a seus pais quando
era pracinha durante a Segunda Guerra Mundial - 1945

Tanto na FEB, quanto no Banco do Brasil, sempre se empenhou sobremaneira, gozando de credibilidade e admiração de amigos e colegas.

Quanto à família, sempre demonstrou amor e atenção permanente - para com todos!

Além de advogado, era jornalista, escritor (autor da obra ‘O Brasil na Guerra’, de 1949) e Capitão reformado do Exército Brasileiro.

Recebeu mais de 40 distinções, entre as quais a Medalha de Campanha, a Medalha de Guerra, a Croix du Combattant de l’Europe e a Medalha da Ordem Camoniana (Grau de Grande Oficial).


Texto no verso da fotografia exibida
acima, com data de 03/01/1945

Pertenceu a 60 instituições culturais, como o Liceu Literário Português, Clube Ginástico Português, Gabinete Português de Leitura, Instituto de Geografia e História Militar do Brasil e Conselho Nacional da Associação dos Ex-Combatentes do Brasil.

Ele residia na Praia do Flamengo, na Cidade Maravilhosa.

Mas nutria um grande amor pela cidade de Santos, para onde vinha duas vezes por ano.

Os seus times eram o Fluminense e o Santos Futebol Clube.

Falar do meu tio Kepler exige muito tempo, em vista das suas ótimas qualidades.


Kepler e sua esposa Sylvia, durante jantar dançante
no Clube Ginástico Português - Rio de Janeiro, 1973

Por isso não me estenderei demais.

Em 6 de fevereiro de 2013, a uma semana de completar 89 anos, o meu tio Kepler passou para uma outra dimensão, ao lado do Pai Eterno, após lutar contra um câncer por vários anos.

Ele faleceu de câncer de próstata. Sofreu – e lutou bastante para se manter vivo, tinha muita vontade de viver!

Clique aqui para ler a segunda parte deste artigo.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s