escrito por André de Seixas e postado no site dos Usuários dos Portos do Rio de Janeiro

Não é novidade para ninguém que o Sepetiba Tecon continua em colapso. Demora na entrega e no carregamento de contêineres, demora no posicionamento de contêineres para inspeção e lentidão no atendimento são constantes no terminal, ainda que isso seja inadmissível. Também não é novidade que o terminal aceitou, de olho no aumento de receita, atender mais serviços de armadores, aumentou consideravelmente o volume de cargas e não se preparou para isso. Sequer se preocupou em colocar um sistema para agendamento de cargas e quantidade de funcionários suficiente. Como sempre acontece no Brasil, existe uma certeza de impunidade diante da falta de uma fiscalização que zele pelos direitos dos usuários.

A primeira grande preocupação do terminal ao pegar mais serviços foi o reajuste da tabela, com destaque para a diminuição do período de armazenagem de 10 para 7 dias. Ora, um terminal que demora até 48 horas para entregar um contêiner ao seu cliente, que demora dias e dias para posicionar um contêiner para inspeção da autoridade não pode trabalhar com um período tão curto? Diga-se de passagem, no Brasil, nenhum terminal pode trabalhar com 7 dias de período na importação.

Foto: João Marcos Rosa

Imagem aérea do terminal em Itaguaí

Depois de pegar serviços sem se preparar para tal, após ter modificado a sua tabela prejudicando ainda mais os usuários, a diretoria do terminal começa a conceder entrevistas para justificar o injustificável. Agora, afirmam que vão adquirir mais máquinas, mais equipamentos. Por que não fizeram isso antes de receber mais cargas? Reafirmamos aqui que os profissionais que trabalham no terminal são competentes o suficiente para mensurar as demandas e saber exatamente o que devem fazer para atender o usuário com qualidade. Não fazem porque não querem!

Os usuários exigem ver os bons resultados, pois pagam a conta. Não estão interessados em saber questões técnicas de que o navio X omitiu o terminal por conta de problemas no portal Y. Isso é puro blablablismo e assemelha-se muito com discursos de políticos e administradores públicos quando os problemas são colocados em voga. Reparem que a desculpa é sempre a mesma: estamos investindo, estamos trabalhando para melhorar, etc. Infelizmente, o usuário não vive de futuro. A conta cobrada pelo terminal é muito cara e é paga no presente.

Deveriam se preparar e não se prepararam. Ninguém obrigou o terminal a trabalhar com mais armadores e todos esses problemas eram previstos. Não venham trazer inverdades dizendo que foram pegos de surpresa, porque jamais admitiremos isso. O terminal sabia, antes de receber mais cargas, que os navios de grande porte já vinham trazendo problemas nos portos brasileiros, porque os portos do Brasil não estão preparados para recebê-los.

Não venham dizer na mídia que as críticas feitas foram excessivas, porque excessivos são os problemas e os prejuízos dos usuários que pagam mais despesas portuárias, demurrages e detentions, isso sem falar nos prejuízos de não ter de suas mercadorias no prazo que precisam.

Enfim, não é a primeira vez que o Sepetiba Tecon oferece problemas aos usuários e não será a última, pelo menos, enquanto as autoridades competentes não zelarem pelos direitos dos usuários.

Precisamos de fiscais nos terminais!

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s