Indicado pelo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil para assumir a presidência do Conselho de Administração (Consad) da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), Ogarito Borgias Linhares é engenheiro civil com ênfase em portos e hidrovias graduado pela Universidade Federal do Paraná (PR) e fez boa parte de sua carreira como servidor público em Paranaguá (PR). Ele é filiado ao MDB desde 1999, faz parte do quadro funcional da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) e reside na cidade do litoral paranaense. Ogarito entrou na "dança das cadeiras" pela qual passou o Porto de Santos após a prisão temporária e imediata exoneração do diretor-presidente, José Alex Botelho de Oliva, e do diretor de Relações com o Mercado e Comunidade, Cleveland Sampaio Lofrano, acusados de organização criminosa, formação de cartel e licitações fraudentas referentes a contratos estabelecidos pela Companhia.

ogarito linhares secretaria portos
Foto: Reprodução Facebook/Ogarito Linhares

Ogarito assumiu a direção do Departamento de Outorgas Portuárias da Secretaria Nacional de Portos em janeiro de 2017, indicado pelo ex-ministro e ex-deputado federal - atualmente na prisão - Geddel Vieira Lima (MDB). Antes disso, ingressou na Appa em 1980 como engenheiro, posteriormente exercendo funções de destaque como chefe do Departamento de Operações, chefe da Divisão de Engenharia e diretor técnico, além de assessorar a Superintendência de 2005 a 2010, durante a gestão de Eduardo Requião, irmão do então governador Roberto Requião (MDB). Na ocasião, foi responsável pela fiscalização de obras nos terminais públicos de Fertilizantes e de Álcool.

Ainda em Paranaguá, Ogarito foi secretário municipal de Obras e Habitação, de 1993 a 1996. Em 1997 elegeu-se vereador, ocupando a presidência da Câmara  até o ano seguinte. Na sequência, obteve o segundo mandato, que cumpriu até o final de 2004 (para mais informações, veja currículo completo aqui).

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s