Em nota oficial, o Conselho de Administração (Consad) da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) anunciou a substituição imediata do diretor-presidente, José Alex Botelho de Oliva, e do diretor de Relações com o Mercado e Comunidade, Cleveland Sampaio Lofrano, presos temporariamente nesta quarta-feira, 31 de outubro, em ação deflagrada pela Operação Tritão da Polícia Federal. Os novos ocupantes dos cargos serão, respectivamente, o assessor especial do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Luiz Fernando Garcia da Silva, e o ex-presidente do próprio Consad, José Alfredo de Albuquerque e Silva, cuja cadeira passou para o diretor do Departamento de Outorgas Portuárias da Secretaria de Portos, Ogarito Linhares. A decisão foi ratificada pelo ministro Valter Casimiro, que assinou a exoneração dos dois ex-diretores.

prisado oliva codesp
José Alex Oliva é preso em seu apartamento no Rio - Imagem: Reprodução TV Globo

O dia de 31 de outubro, ao menos na Codesp, justificou ser a data em que se comemora o Halloween. Os membros do Consad passaram a manhã toda reunidos em reunião ordinária previamente programada. Em razão das prisões, a pauta principal passou a ser o comando do Porto de Santos e as substituições foram rapidamente ajustadas.

Leia também
* Presidente e diretor da Codesp são presos pela PF; assista ao vídeo que deu início às investigações

Luiz Fernando é formado em Economia pela Universidade Federal do Paraná e atua como assessor do ministro dos Transportes há 1 ano e 10 meses. José Alfredo, por sua vez, graduou-se em Engenharia Mecânica pela PUC/RS e cursou especializações em Gestão Empresarial, Finanças e Logística Empresarial em diferentes instituições de ensino. Ele já presidiu o Conselho de Administração de outros portos brasileiros (ver currículo).

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s