Portos do Brasil

O Porto de Suape agora dispõe de um sistema capaz de monitorar, em tempo real, os navios mercantes que trafegam por suas águas. O Sistema de Identificação Automática (AIS) identifica o nome do navio, registra a velocidade, a localização, a rota percorrida anteriormente além de identificar as embarcações que estão em área de fundeio. Com a implantação do sistema, o Porto de Suape investe na eficiência do planejamento de navegação, já que melhora a previsão de chegada dos navios e ajuda a reduzir o tempo de espera e de atracação dessas embarcações.

Todos os dados são fornecidos por uma antena da frequência VHF e repassados para um decodificador instalado num computador com internet instalado na Torre de Controle do Porto. A antena detecta as embarcações que estão num raio de 40 Km e repassa a informação para o decodificador, que por sua vez transmite a informação para o site Marine Traffic (http://www.marinetraffic.com/en/ais/details/ports/2753). Neste portal é possível monitorar algumas informações das embarcações que estão nas proximidades. “A visualização que o sistema oferece é um grande benefício. Supondo que o terminal está se preparando para receber o navio, a qualquer momento ele sabe onde essa embarcação está, inclusive, fica sabendo se ela vai atrasar para chegar. Assim, o terminal pode agilizar os processos de operação. Isso é vital para a logística e se reverte em economia de tempo e dinheiro”, destaca Paulo Coimbra, diretor de Gestão Portuária de Suape.

O Porto de Suape recebe, mensalmente, cerca de 130 navios, tendo fechado o ano passado com o recebimento de 1.538 embarcações. Em 2015, Suape se destacou como líder na movimentação de granéis líquidos (óleo diesel, gasolina, querosene de aviação, óleo bruto de petróleo, etc.) com 14,24 milhões de toneladas de cargas movimentadas. Suape se superou em comparação aos 37 portos públicos do país, ficando à frente do Porto de Santos, que contabilizou 11,02 milhões de toneladas destes produtos, segundo dados da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). O ancoradouro de Pernambuco também lidera o ranking na navegação de cabotagem em todo o país.

0
0
0
s2smodern
powered by social2s

O Cruzeiro Seabourn Quest, do grupo Carnival, que já esteve em Natal no dia 17 de novembro de 2015, retornaa à Capital do Rio Grande do Norte nesta próxima segunda-feira (7/03).

O navio partiu dos Estados Unidos, passou pela Argentina e vem percorrendo a Costa Brasileira. De Natal, a embarcação de luxo de 32.000 toneladas cúbicas de espaço, distribuídas por 198m de comprimento e 28m de largura, em 15 decks de acesso público, retornará ao país de origem.

Os passageiros estão distribuídos em 225 amplas suítes de luxo, das quais 202 têm varanda e sete têm acesso facilitado para cadeiras de rodas. O navio dispõe de seis bares e salões para serem aproveitados a bordo, assim como um centro de fitness, salão de shows, piscinas, saunas, e uma marina retrátil que permite os hóspedes nadarem, praticarem o snorkel, windsurf, caiaque, ou ski aquático, sem terem que se ausentar do navio.

A previsão da Companhia Docas do Rio Grande do Norte (Codern) é receber 15 cruzeiros na nova temporada, que se iniciou em novembro de 2015 e se estenderá até abril de 2016, com expectativa de receber 9 mil turistas e movimentar até R$ 4 milhões na economia do Estado.

0
0
0
s2smodern
powered by social2s

O Terminal de Logística de Carga (Teca) do Aeroporto Internacional de Salvador, na Bahia, obteve a Autorização Especial (AE) exigida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa. Com isso, o terminal está apto a prestar serviços de armazenamento de substâncias e medicamentos sob controle especial em recintos alfandegados.

A decisão da agência reguladora se deu por meio da Resolução nº 282, de 29 de janeiro de 2016, publicada em 1º de fevereiro de 2016 no Diário Oficial da União. Desde essa data, então, novas empresas e aquelas que já utilizam o Teca de Salvador podem realizar importações de medicamentos/insumos farmacêuticos contemplados na Portaria SVS/MS nº 344, de 12 de maio de 1998, aumentando ainda mais a variedade de mercadorias, tanto para a produção quanto para a comercialização.

Para o gerente de Infraestrutura Logística da Infraero, Carlos Magno Ribeiro Leite, a obtenção dessa autorização representa uma nova etapa no trabalho do terminal de cargas.“ Essa decisão da Anvisa tem um impacto positivo não apenas para nossos negócios mas também para segmentos da economia do estado.”

Após a resolução nº 282, o terminal de cargas do Aeroporto de Salvador está habilitado para prestar serviços de armazenagem dos seguintes produtos sob vigilância sanitária: medicamentos e matérias-primas com emprego na indústria farmacêutica; cosméticos, produtos de higiene e perfume; alimentos; produtos para saúde e produtos para diagnósticos; saneantes domissanitários; e substâncias e medicamentos sob controle especial em recintos alfandegados.

0
0
0
s2smodern
powered by social2s

O Porto Itapoá, localizado no Norte de Santa Catarina, registrou um aumento de 14,50% no volume de cargas em 2015, com um total de 548.463 TEUs (medida padrão para contêineres) movimentados, contra 478.982 TEUs em 2014. As movimentações contabilizadas no terminal incluem operações de longo curso (importação e exportação), transbordo cabotagem, movimentação de contêineres vazios e remoções.

A evolução ocorreu tanto no segmento de longo curso, onde houve um aumento de 18,6%, quanto no de cabotagem, onde o acréscimo foi de 38%. Apenas nas operações de transbordo houve pequeno recuo, de 7,3%, sem afetar, contudo, a performance geral positiva.

Itapoa 2016 editada

Para a Direção do Porto Itapoá, o bom desempenho, a despeito da crise pela qual passa o País, comprova que o Terminal, em pouco mais de quatro anos de operação, consolidou a sua vocação entre um dos mais importantes portos de cargas conteinerizadas do Brasil.

Desde o início do último trimestre de 2015, a direção de Itapoá previa a possibilidade de garantir uma performance positiva para o ano, visto que em outubro o terminal bateu o seu recorde mensal de movimentação de carga, com 56 mil TEUs movimentados no mês. O recorde anterior era de junho de 2013, com 51 mil TEUs.

Patrício Junior, Presidente do Porto Itapoá, afirma que “o terminal tem se destacado não apenas nas crescentes movimentações, mas tem conquistado seu espaço num ambiente de intensa competividade, o que é excelente para o desenvolvimento do País, que valoriza o empreendimento mais eficiente e de melhor performance". O resultado disso, afirma, "é a satisfação do cliente, uma das premissas do Porto Itapoá”.

Outros indicadores de performance em 2015 merecem destaque. Em setembro, o terminal bateu o seu recorde de produtividade, alcançando 145,7 MPH (movimentos por hora) e 37 movimentos por equipamento (portêiner). Como consequência, Itapoá passa a ser um dos terminais portuários mais eficientes do País, e está entre mais ágeis do Planeta, pelo critério de produtividade medida por MPH, à frente de portos reconhecidos como os melhores do mundo, entre os quais Cingapura, Hong Kong, Roterdam, e Hamburgo.

Também no ano passado coube a Itapoá fazer o primeiro embarque de carne bovina brasileira para a China, após o acordo bilateral firmado entre os dois países. E, ainda no ano passado, foi instalada uma unidade do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento dentro do terminal, permitindo a redução em 50% no tempo de liberação de cargas.

Além disso, teve início em Itapoá o sistema que permite a pesagem das cargas no próprio levante do RTG (guindaste utilizado para movimentar os contêineres dentro do pátio do terminal), o que garante maior economia de tempo, segurança e eficiência às operações. Itapoá é o primeiro terminal da Região Sul do Brasil a contar com este sistema.

Localizado na Baía da Babitonga, litoral norte de Santa Catarina, o Porto Itapoá começou a operar em junho de 2011 e hoje é o sexto maior terminal de contêineres do País, segundo a Antaq (Agência Nacional de Transportes Aquaviários). A localização privilegiada do Terminal, próximo a grandes centros produtores, como Curitiba e Joinville, e servido por eficiente malha rodoviária, garante diferencial logístico ao Porto, que tem como acionistas a Aliança Navegação, a Logz Logística Brasil S/A e o Grupo Batistella.

0
0
0
s2smodern
powered by social2s

Aconteceu na noite desta segunda-feira (29/02), em um galpão da empresa Conexão Maritíma incêndio de grande proporção. A empresa fica localizada na BR 101, bairro Salseiros em Itajaí.

Itajai 1 2016

Foram empregadas no local para controlar as chamas sete viaturas do Batalhão de Bombeiros Militar de Itajaí, um caminhão tanque de Balneário Camboriú e mais três de Blumenau e Brusquue prestando suporte.

O galpão possui 21.000 metros quadrados e foram salvos 15.000 meltros quadrados. A empresa estimou ainda na madrugada que cerca de R$15.000.000 em mercadorias foram salvas graças ao combate do incêndio realizado pelo Corpo de Bombeiros.

Foto: Aspirante Maccarini e Soldado Sofia

0
0
0
s2smodern
powered by social2s