Privatização em si não é boa, muito menos solução mágica. O que torna uma ação certeira é o debate aberto, transparente e envolvendo grandes e respeitados especialistas de uma área. O que fugir dessa lógica inteligente é atraso ainda maior aos negócios portuários brasileiros.

A alta qualidade do debate sobre uma possível privatização do Porto de Santos, na sede da Ordem dos Advogados do Brasil, seção São Paulo, na capital paulista, no dia 29 de agosto último, trouxe uma contribuição fundamental ao entendimento das ações equivocadas em curso e com perda de tempo precioso pela Secretaria Nacional de Portos e Transportes Aquaviários (SNPTA), órgão ligado ao Ministério da Infraestrutura. Portanto, merece destaque, por seu conteúdo valoroso e exposição competente, a apresentação do engenheiro e consultor portuário Frederico Bussinger.

600 Bussinger OABSPNa tela, acima, o consultor Frederico Bussinger dá uma "aula" sobre sistema portuário,
em evento na sede da OAB, na capital paulista. Foto: Bruno Merlin.

Editorial | Portogente 
Regulação para o Porto de Santos já!

O diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), Mario Povia, esteve impedido de comparecer ao evento e enviou sua palestra remotamente. O que acabou sendo muito importante para intensificar a luz sobre o tema e para buscar uma saída para o caos em que se encontra o setor portuário brasileiro.

Blog | Bruno Merlin
Privatização do Porto de Santos (e de outros portos): contexto, análises e opiniões

O principal problema do universo portuário nacional, sem dúvida nenhuma, está na regulação deficiente. Por isso, causou estranheza a todos a afirmação de Mário Povia, do órgão regulador, de que tal desordem é sistêmica. Em diversas oportunidades, o tema tem sido destaque no nosso Portogente, principalmente a falta de regulação e fiscalização dos portos.

Opinião | Portogente
O que significa privatizar o Porto de Santos?

Os portos referenciais da Austrália, adotados pelo Governo Federal como modelo de privatização dos portos nacionais, estão abaixo do Porto de Santos em movimentação de cargas. O secretário nacional Diogo Piloni insiste em soluções impróprias, contrariando até mesmo o posicionamento do Congresso Nacional, que dará a palavra final nesse processo. Perdem-se, nesse sentido, tempo e dinheiro.

Polêmica | Editor 
Gestão dos portos: mais crise para o governo Bolsonaro

Faz sentido a preocupação dos operadores, importadores e exportadores com o modelo de privatização da Autoridade Portuária de Santos, pois um negócio de rentabilidade baixa e poucas oportunidades pode-se transformar numa "indústria" de multas para engordar receita. Diferente do sistema landlord port, que provém ganhos a todos os envolvidos e que também o diretor da Antaq acha que ele funciona bem.

Análise | Adilson Luiz Gonçalves
Pesquisador defende descentralização dos portos e fala sobre o papel das instituições acadêmicas

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, aumentaria muito a produtividade e qualidade do seu trabalho se tivesse alguém como Frederico Bussinger para tomar um cafezinho para conversar sobre a reforma portuária. Com toda certeza, seu projeto passaria a ter valor, sentido e direção. E o Brasil agradeceria muito.

Confira, no vídeo abaixo, a apresentação do engenheiro e economista Frederico Bussinger

 
Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

*O Dia a Dia é o editorial do Portogente publicado de segunda a sábado e expressa fielmente a posição coletiva dos responsáveis pela redação do website