• A ótica do direito portuário está presente no WebSummit Porto Sustentável com a participação dos advogados especialistas Benjamin e Beatriz Gallotti, do Escritório Gallotti e Advogados Associados. Pelo fato de portos e terminais serem classificados como atividades modificadoras do meio ambiente, a exigência de licenciamentos e a fiscalização são temas bastante complexos para os investidores do setor. Entre os assuntos abordados no vídeo estão a insegurança jurídica no País e a assimetria concorrencial entre os portos públicos e os Terminais de Uso Privado (TUPs). "A assimetria concorrencial existe, mas foi criada pela própria administração pública. A solução do problema é facilitar a vida dos arrendatários e trazê-los o mais próximo possível do regime que regula os TUPs", opina Benjamin. 


     

    Conteúdos Relacionados

    * ADPF 139 - Supremo Tribunal Federal
    * Currículos dos profissionais do Escritório Gallotti e Advogados Associados
    * Inciso XII do Artigo 21 da Constituição Federal de 1988"
    * Payback, o que é"
    * ...

  • O processo de verticalização dos armadores no setor portuário brasileiro é um fator relevante e que precisa ser bem observado pela sociedade. O fenômeno é simples de explicar: armadores estrangeiros compram ou instalam terminais portuários, operadores logísticos, fabricantes de rebocadores, agências de navegação e outras companhias para ter total controle do processo

  • A Antaq informa que realizará audiências públicas para debate das minutas jurídicas e técnicas das consultas públicas. As datas e locais das duas audiências públicas serão definidos e divulgados oportunamente

  • Articulação institucional e instrumentos de planejamento e controle foram os principais temas abordados pelo superintendente de Desempenho, Desenvolvimento e Sustentabilidade da Antaq, Arthur Yamamoto, em participação no WebSummit Porto Sustentável. No vídeo, Yamamoto também destaca iniciativas de inovação, como o Índice de Desempenho Ambiental (IDA), que proporcionam um ambiente favorável a negócios mais sustentáveis, além do sistema de outorga eletrônica, cuja finalidade é dispensar o uso de papel e garantir maior agilidade nas operações.


     

    Conteúdos Relacionados

    * Descrição e relação dos Terminais de Uso Privado (TUPs) autorizados no Brasil
    * Planos de Desenvolvimento e Zoneamento (PDZs) dos portos públicos brasileiros
    * Porto de Santos é premiado com prêmio "Maior Evolução Anual do IDA"
    * ...

  • O leilão de duas áreas para movimentação e armazenagem de granéis líquidos no Porto de Santarém, no Pará, acontece nesta quinta-feira (23), aquecido pela recente privatização de quatro aeroportos brasileiros para grupos internacionais.

     

    trigo

    PortoRio

    Porto de Santarém

  • Portos brasileiros são alvos de negociações em Brasília e processo para reduzir burocracia no comércio exterior gera cabo de guerra

    r1

    r2

  • Brasil precisa trabalhar o conceito de porto-indústria para gerar mais empregos nas regiões portuárias e acelerar o desenvolvimento econômico do País; sururu no ambiente interno da Santos Brasil após anúncio de investigação do Ministério Público; Cabedelo inicia reuperação de importante berço em seu cais e outras notas

    horizonte porto

  • O Chief Executive Officer (CEO) do empreendimento, Patricio Junior, disse ao Portogente que o Porto será uma opção viável para importadores e exportadores das regiões Sul e Centro-Oeste, além de polos de produção em São Paulo. A tentativa é quebrar o monopólio regional de operação de contêineres do TCP, cujo controle foi recentemente adquirido pela estatal chinesa CMPorts

  • O recebimento dos mega navios nos portos brasileiros, é uma realidade distante, tanto pela estrutura precária, quanto pelo potencial de cargas, considerado baixo para os padrões mundiais

  • Má gestão de companhias confiadas à administração pública brasileira prejudica produtividade das atividades no País. Concessionárias de serviços públicos também não assumem as suas responsabilidades

    rio porto

    trem

  • A mudança da poligonal é de fundamental importância para ampliar a capacidade portuária do Paraná, além de abrir portas para a atuação de empreendimentos privados, ampliando o setor, atraindo mais cargas para o estado e fortalecendo o Paraná como um importante polo portuário

  • O governo Michel Temer dá prosseguimento à sua avalanche de mudanças na legislação brasileira ao publicar o novo decreto que regulamenta a exploração de portos e terminais no País. Segundo a Presidência da República, o principal objetivo do documento que substitui o Decreto 8.033/13 é aumentar a segurança jurídica para os investidores no setor

    capa itajai port

    mendes diretorantaq

  • O ano começou agitado e com muitas incertezas para as empresas de navegação, agentes intermediários e usuários dos portos brasileiros. O motivo da celeuma é a Resolução Normativa 18/2017, publicada pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) no Diário Oficial da União em 26 de dezembro

    naveg santos radar

  • O executivo garante que intervenções no Complexo, como o aprofundamento do canal de acesso - várias vezes criticado pela comunidade local -, recebem monitoramento ambiental, possibilitando as equipes realizarem medidas corretivas para evitar qualquer reflexo no meio ambiente

  • Assim como impactou o meio político fazendo aliança com Marina Silva, Eduardo Campos poderá surpreender positivamente o setor portuário com um modelo de porto dos mais avançados do mundo. 

  • O engenheiro da Prefeitura de Santos, Adilson Luiz Gonçalves, falou ao Esquenta WebSummit Portogente 2017 sobre vantagens e desvantagens de regionalizar a gestão dos portos brasileiros

  • Segundo maior estado em extensão do Brasil, o Pará ainda tem sua economia voltada para o extrativismo mineral. No entanto, com uma infra-estrutura que não atende a demanda local, o principal produto da região, o ferro de Carajás, acaba sendo exportado pelo Maranhão. Idealizado para inverter a situação e receber a carga, o Terminal Marítimo de Espadarte ainda é uma opção de futuro

  • Apesar da idade que tem, o navio é uma das tecnologias que menos evoluíram ao longo do tempo. Entretanto, essa sua história, que se confunde quase com a do ser humano, tem muitas, e não poucas, peculiaridades. O comércio marítimo representa em torno de 95% da balança comercial do Brasil e nesse setor flui mais da metade do dinheiro do mundo.

  • A Hamburg Süd, que está entre os dez maiores armadores do mundo, contará a partir de setembro com uma nova escala regular semanal do serviço Ásia 2 no Porto de Imbituba, em Santa Catarina.

  • O setor portuário brasileiro começou 2016 com mais de R$ 2 bilhões em concessões para investimentos privados liberados ainda nos primeiros dias do ano, segundo divulgado pela Secretaria de Portos (SEP). O aporte, feito por grupos empresariais interessados na construção de terminais de uso privado em pontos estratégicos do país, é importante para manter aquecido o setor que ainda carece de estrutura para gerar ganhos de eficiência e reduzir custos com a importação e exportação. Além dos investimentos anunciados em janeiro de 2016 a Secretaria dos Portos planeja ainda publicar outros 21 editais para arrendamentos neste primeiro semestre.


    O estado do Maranhão foi o primeiro a receber a autorização do governo para que a WPR São Luís Gestão de Portos e Terminais – do grupo WTorre – possa investir R$ 780 milhões na construção do quarto Terminal de Uso Privado do estado. Além deste, estão previstos outros investimentos na Bahia e no Espírito Santo. A Bahia Terminais investirá R$ 850 milhões na área portuária de Candeias (BA) e a Nutripetro, empresa especializada em gestão portuária, comércio marítimo e soluções logísticas integradas de grande porte, R$ 279 milhões em Aracruz (ES). Segundo a Secretaria dos Portos, apenas o investimento em São Luís incrementará a movimentação de cargas em 24 milhões de toneladas, garantindo competitividade e ampliando a oferta para escoamento da produção brasileira.


    Evento do setor
    Para o executivo, Ricardo Barbosa, gerente da InfraPortos South America - única feira na América do Sul dedicada à tecnologia e equipamentos para armazéns, terminais e portos - os investimentos chegam em boa hora, visto que aquecerão a demanda por equipamentos e serviços para a operação portuária, além de fomentar a geração de empregos. “Os setores portuários e de infraestrutura logística vêm na contramão da recessão que atinge grande parte dos setores produtivos. Em 2015 foi o único setor a receber repasses

    ...