• Novas tecnologias, ousadia e a voz do povo nos portos do exterior

    A implantação de novas tecnologias para a eliminação de processos é o grande trunfo para reduzir custos nos negócios do setor de navegação

    sandiegoport

  • OAB/MA celebra novo Porto e maior presença no setor marítimo

    A OAB/MA, por meio da Comissão de Direito Marítimo, Portuário e Aduaneiro (CDMPA), se propôs a trazer embasamento na legislação do Direito Marítimo, no intuito de esclarecer e dar visibilidade aos temas relativos ao setor marítimo e portuário que influenciam no comércio entre o Brasil e demais países

  • Peru e China negociam otimização de Tratado de Livre Comércio

    Desde a criação do Acordo de Livre Comércio, o valor das exportações peruanas para o país asiático registrou um crescimento médio anual de 9,6%. De acordo com informações do governo peruano, os itens "não-tradicionais" que registaram maior crescimento médio anual desde a colocação em prática do termo foram: mineração não-metálica (+ 31,3%), couros e peles (+ 24,8%) e agricultura (+ 23%)

  • Porto de Santos faz missão à China e visa abertura de escritório comercial

    Presidente do Porto de Santos será o único representante de um porto latinoamericano a debater no 5º encontro internacional sobre a nova rota da seda

  • Porto de Santos: porta para a Nova Rota da Seda

    Realisticamente falando, a iniciativa do presidente do Porto de Santos, Casemiro Tércio Carvalho, de abrir um escritório comercial na China, no segundo semestre deste ano, vai ampliar as oportunidades e fortalecer o posicionamento do Brasil no mercado global. Pois, como afirmou o vice-Presidente Hamilton Mourão: China não é ameaça, e sim parceiro estratégico.

  • Pós-Covid pode ajudar exportações brasileiras

    A China é o maior parceiro comercial do Brasil e o Brasil ganhou volume comercial durante a Guerra Comercial EUA-China. O mesmo deve acontecer à medida que os EUA entram em bloqueio e não conseguem fornecer à China as mercadorias de que precisam - embora por razões relacionadas ao Coronavírus, e não à política. A China também é o maior parceiro comercial do Uruguai e Paraguai e o terceiro maior da Argentina

  • Praticagem de São Paulo usa proteção contra coronavirus

    Correta e prudente a atitude da Praticagem de São Paulo ao levantar fragilidade na concessão da livre prática, o documento emitido pela Anvisa que autoriza o navio a entrar no porto e, depois, operar. Pois, antes disso, ainda na barra, o prático já está a bordo para auxiliar a entrada do navio e a sua atracação no cais onde irá operar.

  • Privataria temerária

    O governo Temer anuncia a venda de ativos do sistema Eletrobras, muitos já amortizados, no propósito de reduzir o déficit primário projetado para 2018. Em entrevista coletiva, o ministro de Minas e Energia anunciou tarifas mais baratas depois da privatização.

  • Queda na venda de smartphone

    O isolamento imposto pelo novo coronavírus aumentou em 40% o e-commerce. Era esperado, com tantas atividades em home office e online. É uma mudança de paradigma que muda definitivamente e intensifica o uso da internet.

  • Santos recebe atividade sobre corrente comercial com a China

    Na ocasião, estarão presentes a diretora pedagógica do Instituto Confúcio, Wang Ting, e, por meio de videoconferência, Kevin Zhou, um dos organizadores da Canton Fair, a maior feira de negócios do mundo

  • Tabaco brasileiro apto à exportação para China, comemoram produtores

    O tabaco brasileiro foi, mais uma vez, certificado pelos técnicos chineses da Administração Geral das Alfândegas da República da China (GACC) para ser embarcado. A pré-inspeção é uma das exigências do atual protocolo bilateral de comércio entre Brasil-China

  • TUPs movimentam 66% das cargas, mas ainda engatinham na soja e nos contêineres

    Ainda falta diversificação nas operações dos TUPs, afinal 58% do volume movimentado é de minério de ferro. A commodity é a sétima mais produzida no Brasil, em ranking liderado pela soja, cuja participação nos portos privados é de somente 10%