O mês de janeiro foi marcado por duas vitórias do movimento sindical brasileiro. A primeira aconteceu na região do ABC Paulista e refere-se à proposição da Justiça do Trabalho pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC da negociação por local de trabalho. Para que isso seja possível, as empresas devem reconhecer a organização por local de trabalho, o que é importantíssimo do ponto de vista da relação capital-trabalho. A segunda aconteceu em nível nacional com a assinatura de um acordo entre a Federação Nacional dos Bancos (Febraban) e a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf) para combater o assédio moral.


Bancários realizaram inúmeros protestos contra o
assédio moral dos patrões nos últimos meses

Estas duas ações mostram que o movimento sindical no Brasil ainda está vivo e em pleno funcionamento. Contrariando previsões anteriores, de que a crise do movimento sindical poderia levá-lo a um declínio (Rodrigues, 1999), o movimento sindical volta a ação conseguindo vitórias importantes para suas bases. Não é o mesmo sindicato dos tempos de Vargas, mas também não é o sindicato pelego ou de empresa do modelo japonês.

Alguns sociólogos estão preocupados com estas modificações e nos auxiliam na compreensão destes movimentos. Um deles é Iram Jácome Rodrigues. Com vasta obra publicada, Rodrigues nos mostra o que são as organizações por local de trabalho e sua importância na relação capital-trabalho, inclusive verificando esta atuação empiricamente. Seus textos nos auxiliam a compreender a transformação do sindicalismo e também a ver como a ciência pode nos auxiliar não apenas na compreensão dos fenômenos, mas também na transposição da teoria para a prática.

Referência bibliográfica
RODRIGUES, Leôncio Martins. Destino do Sindicalismo. São Paulo: EDUSP, Fapesp, 1999

Sugestões de leitura
RODRIGUES, I. J. ; RAMALHO, José Ricardo . O Sindicalismo metalúrgico em contextos de reestruturação: o caso do ABC paulista e as novas estratégias sindicais. In: LEITE, Marcia de Paula; ARAÚJO, Angela Maria Carneiro. (Org.). O trabalho reconfigurado: ensaios sobre Brasil e México. São Paulo: Annablume, 2009

RODRIGUES, I. J. (Org.) ; RAMALHO, José Ricardo (Org.) . Trabalho e Sindicato em Antigos e Novos Territórios Produtivos: comparações entre o ABC Paulista e o Sul Fluminense. São Paulo: Annablume, 2007.

RODRIGUES, I. J. ; RAMALHO, José Ricardo ; CONCEIÇÃO, J. J. DA . Relações de trabalho e sindicato no primeiro governo Lula (2003-2006). Ciência e Cultura (SBPC), v. 60, p. 54-57, 2008.

RODRIGUES, I. J. ; LIMA, J. C. . Os sindicatos na sociedade contemporânea. Ciência e Cultura (SBPC), v. 59, p. 4-5, 2007.

RODRIGUES, I. J. (Org.) . O Novo Sindicalismo: Vinte Anos Depois. Petrópolis: Editora Vozes / EDUC/ Unitrabalho, 1999.

RODRIGUES, I. J. . Sindicalismo e Política: A Trajetória da CUT. São Paulo: Scritta; FAPESP, 1997

RODRIGUES, I. J. . Comissão de Fábrica e Trabalhadores na Indústria. São Paulo: Cortez/ FASE, 1991.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s