O Porto de Nova York é o terceiro maior do mundo

O Porto de Nova York é o terceiro maior dos Estados Unidos, a autoridade portuária foi responsável pela inauguração do primeiro porto de contêineres do mundo, o porto possui muitos incentivos para embarcações limpa, o Plano Diretor 2050 foi desenvolvido para identificar as oportunidades para os próximos 30 anos.

Continue e conheça o Porto de Nova York

Porto de Nova York: História


Os estados de Nova York e Nova Jersey passaram muito tempo brigando pela direto a jurisdição do rio Hudson, depois de longos anos de negociações políticas, um pacto entre os dois Estados foi selado e assinado em 1921, criando assim a Autoridade Portuária de Nova York.

A agência conseguiu um mandato longo para desenvolver e modernizar o distrito portuário. Em 1948, a Autoridade Portuária tornou-se responsável por operar o Port Neward. Com as duas Guerras Mundiais e a Grande Depressão, afetaram muito o Porto, sendo assim, foi necessário fazer reparos.

Já em 1951, o Port Newark se tornou o terminal mais moderno com 21 ancoradouros, com um canal de 35 metros de profundidade, podendo acomodar os maiores navios da época.

Não podemos deixar de falar do dia 26 de abril de 1956, data que ficou muito conhecida na indústria naval, como o nascimento da era marítima moderna, o ideal X criado pela Mclean Trucking Company montado como experimento para o uso de contêineres padronizados, que seriam empilhados para em seguida, ser descarregado em um caminhão.

A Autoridade Portuária foi responsável pela inauguração do primeiro porto de contêineres do mundo em 15 de agosto de 1962, o Elizabeth-Port-Authority Marine Terminal, ficou conhecido como a “Capital do Contêiner da América”.

O Porto de Nova York e Nova Jersey é o terceiro maior porto dos Estados Unidos, a Autoridade Portuária vem fazendo investimento desde 2000, investimento assim aproximadamente U$ 2 bilhões, para garantir a movimentação eficiente de mercadorias na região.

O Porto de Nova York e Nova Jersey, em 2018 movimentou contêineres avaliados em quase U$ 200 bilhões, logo, o Porto conseguiu manter sua posição de mais movimentado da Costa Leste com cerca de 4.095.454 contêineres.

A Autoridade Portuária gerencia uma variedade de transporte ativos, que são aeroportos, tuneis, pontes e propriedades de terminais marítimos nos dois Estados.

A Autoridade Portuária foi responsável pela inauguração do primeiro porto de contêineres do mundo
A Autoridade Portuária foi responsável pela inauguração do primeiro porto de contêineres do mundo

Portopédia
*Porto Seco



Porto de Nova York: Programa de Incentivo à Embarcações Limpa (CVI)



Esse programa de incentivo da Autoridade Portuária de Nova York e Nova Jersey oferece incentivos financeiros para os operadores, fretamentos e agentes de navios oceânicos, que tenham como escala os terminais marítimos da Autoridade Portuária.

Esse programa de incentivo é para fazer melhorias voluntarias em motores, combustíveis e tecnologia. Essa melhorias são para reduzir as emissões e devem estar de acordo com os padrões ambientais estabelecidos pela Organização Marítima Internacional (IMO).

A base do programa é um sistema de pontuação, os pontos são concedidos para reduzir a velocidade da embarcação, e pontuação do Índice Ambiental de Navios de uma embarcação, também recebem pontos adicionais embarcações com motores que estejam de acordo aos regulamentos padrões de limpeza.

As grandes embarcações marítimas, de forma menos eficiente e queimam mais combustíveis por milhas náuticas percorrida quando navegam em alta velocidade. Com a redução da velocidade, para a velocidade operacional gera uma maior economia.

Os pontos para redução da velocidade, são recompensados os navios que durante o ano diminuiu a velocidade e estende essa diminuição de velocidade no porto, reduzindo critérios de poluentes atmosféricos, emissões de CO2 e os riscos de colisões fatais com baleias.

Possui um sistema de pontuação
Possui um sistema de pontuação

Portopédia
*Porto de New Orleans

 


Porto de Nova York: Plano Diretor 2050



Este plano foi desenvolvido para oferecer um roteiro mais flexível, para maximizar os investimentos e assim identificar e gerar o próximo plano de estudos de planejamento potencial, terrenos que possam ser utilizados e projetos para desenvolver melhor a infraestrutura.

A Autoridade Portuária irá garantir o futuro das instalações portuárias na indústria, focando na segurança, sustentabilidade e resiliência, de modo, que beneficie a todos os envolvidos para os próximos 30 anos de forma contínua.

A indústria marítima está passando por muitas mudanças, caminhando junto com as mudanças tecnológicas, logo, é necessário que a Autoridade Portuária implemente soluções colaborativas visando melhorar a capacidade e eficiência, além disso, é necessário otimizar o desempenho financeiro.

Em 2016, foi encomendado o desenvolvimento de um Plano Diretor Portuário, onde poderia ser identificado as oportunidades para os próximos 30 anos.

O plano diretor oferece estratégias para o desenvolvimento das oportunidades e guiar os negócios no Porto para o novo momento. O departamento portuário é responsável por gerenciar e supervisionar as operações nas instalações portuárias.

O maior objetivo da Autoridade Portuária é possuir instalações de última geração integrada com o meio ambiente, de preferência que esse objetivo seja atingido nos próximos 30 anos.

As instalações deveram ser seguras, oferecendo proteção e as operações devem ser eficientes.

Nos próximos 30 anos, as instalações do Port Jersey em Bayonne e Jersey City poderá ser expandida para ser um grande centro integrado de contêineres com capacidade de manuseio de carga e distribuição.

Esse complexo será contemplado por uma maior infraestrutura rodoviária e ferroviária, conectada diretamente com a linha principal da ferrovia que já existe e com a rede rodoviária regional, consequentemente isso irá resultar em um menor impacto para os usuários das vias públicas.

A expansão possui algumas fases ao longo dos próximos 30 anos, essa fases serão trabalhadas em conjunto com as partes interessadas.

A fases iniciais serão focadas na continuidade e conectividade ao lado da estrada e no movimento de tráfego terrestre ao redor das instalações de contêineres que já existem.

A Autoridade Portuária irá desenvolver a utilização da áreas a longo prazo, trabalhará com a colaboração dos funcionários, de modo, a apoiar e estabelecer um terminal de balsas em Port Jersey South.

complexo será contemplado por uma maior infraestrutura rodoviária e ferroviária
complexo será contemplado por uma maior infraestrutura rodoviária e ferroviária

Portopédia
*Porto de Itajaí


Porto de Nova York: Projetos



Nos próximos 5 anos, há alguns projetos a ser implementados, esses projetos fazem parte do Plano Diretor de 2050 que foi citado no tópico anterior.

O primeiro projeto que podemos destacar é a iniciativa sustentável e resiliente, o foco desse projeto é a continuidade da definição de metas e políticas verdes sempre visando, impulsionar e reduzir os impactos ambientais do porto no meio ambiente.

O segundo projeto é o de crescimento futuro, a curto prazo esse projeto é necessário para estudar a tomada de decisão para os projetos do futuro como projetos de estudo de capacidade hidroviária e o estudo de localização no Brooklyn, por fim, as iniciativas intermodal.

há alguns projetos a ser implementado nos próximos 5 anos
há alguns projetos a ser implementado nos próximos 5 anos

Portopédia
*História do Porto de Salvador e a primeira atracação: navio a vapor Canavieiras



Porto de Nova York: Plano Capital


O plano capital é definido como um modelo de gastos futuros, de modo, há não ultrapassar o processo de autorização do Conselho para os projetos e contratos mais específicos.

O Plano Capital deve ser reavaliado de dois em dois anos, avaliando as informações atuais com relação à capacidade de capital, deve determinar se terá recursos suficientes para os projetos.

A definição dos recursos no plano é para ter certeza que os recursos serão suficientes para investir nos projetos durante o período do Plano de Capital neste caso, é considerado o período de 2017 a 2026.

E também para financiar as despesas durante os dez anos subsequentes, considerando que o Conselho não consiga fazer essa determinação, o Plano Capital deve ser modificado, para garantir as duas condições que foram citadas acima que é investir e financiar as despesas.

A reavaliação mais recente foi em 2019, que aumentou os gastos de capital direto.

Lembrando que neste artigo, está a historia do Porto de Nova York que já é considerado o 3º maior Porto do mundo, os incentivos que estão voltados a diminuir o impacto ao meio ambiente e aumentando a sustentabilidade dos portos, com o avanço da tecnologia os Portos estão cada vez se modernizando mais.

Com essa modernização os impactos ao meio ambiente diminuem consideravelmente, por fim, o Plano Diretor 2050 vem para determinar um planejamento estratégico das ações que serão necessárias para o desenvolvimento dos Portos.

Gostou do tema? Continue aprendendo com o Portogente, visite nossa Escola Virtual Portogente onde você encontra cursos em diversas áreas, todos os cursos são online e gratuitos.

Continue Navegando e Descubra: Plano de Desenvolvimento e Zoneamento: o que você deve saber.
Fonte: Autoridade Portuária

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

O que você achou? Comente