A Brasil Terminal Portuário (BTP) atingiu, em maio último, a produtividade média de 34,11 MPH/STS (movimentos por hora por guindaste). Esse foi o maior índice alcançado desde o início de suas operações no Porto de Santos, e representa um aumento de 21% na sua produtividade quando comparado com a do 4º trimestre do ano passado. O incremento em relação à média anterior, que apresentava índice de 28 MPH / STS, mostra que a empresa tem aumentado sua curva de produtividade de forma contínua e consistente, sempre objetivando a qualidade dos serviços prestados aos seus clientes.

O resultado operacional é justificado pelos constantes investimentos em melhoria de processos no terminal. "O fato de sermos um terminal novo e com modernos equipamentos instalados é um importante diferencial competitivo, mas sabemos que só isso não é o suficiente. A integração das equipes na busca de soluções inovadoras para ganhos de produtividade, somado a um ambiente seguro de trabalho, tem se mostrado cada vez mais frequente na BTP. É isso que tem feito a diferença", afirma o diretor-presidente da BTP, Antonio Passaro. Além disso, o _truck cycle_ da empresa - que já era um dos melhores praticados no Porto de Santos - tem exibido rendimentos ainda mais positivos. Atualmente, o tempo médio de permanência do caminhão no terminal da Empresa do pré-gate ao gate out é de 40 minutos, representando um avanço de 30% em relação à média do quarto trimestre de 2014.

 

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s