Mesmo após o Governo Federal, com a sintomática ausência do presidente Michel Temer, anunciar acordo com lideranças de caminhoneiros para o fim da greve, os protestos contra a alta no preço do diesel entram em seu quinto dia nesta sexta-feira (25), com bloqueios de rodovias e portos sendo registrados em pelo menos 20 estados do País.

Assim como outros grandes portos, como os de Santos (SP) e Paranaguá (PR), o Complexo Industrial e Portuário de Suape (PE) não registra qualquer entrada ou retirada de produtos de seus terminais desde a segunda-feira. A Bunge Moinho, que armazena trigo, está com os silos praticamente cheios, informa a administração do porto pernambucano. Consequentemente, a empresa não está realizando a distribuição do produto para padarias e indústrias.

atrac suape

O Complexo calcula que uma média de 1.600 a 2.000 caminhões/dia (70% de combustíveis) estão deixando de ter acesso ao Porto. Outros 1.800 veículos importados estão no Pátio Público de Veículos 1 e não foram escoados via rodoviária. Para mais informações acesse www.suape.pe.gov.br

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

O que você achou? Comente