A ministra da Agricultura, Kátia Abreu, e o governador de Alagoas, Renan Filho, fecharam acordo de parceria para o desenvolvimento agrícola da região do entorno do Canal do Sertão, iniciativa que leva água a populações localizadas ao longo dos 202 quilômetros do projeto.

O governador pediu apoio para o projeto de irrigação da área para transformá-la em polo de produção com benefícios sociais para o estado. Disse que o canal tem 62 quilômetros concluídos e já com aproveitamento da água. A presidente Dilma Rousseff deverá inaugurar a obra.

A ministra Kátia Abreu assegurou apoio ao governador e acrescentou a proposta de um grupo técnico de trabalho para ajudar na implementação do polo agrícola na região alcançada pelo canal. Em 10 dias, esse grupo já estará em Alagoas para iniciar o levantamento técnico da área, com ajuda da Embrapa e de técnicos do Mapa.

Produção de leite
Renan Filho deixou o ministério com a promessa de ajuda também para o incremento da produção de leite, segunda força da produção do estado, depois da cana-de-açúcar. A ministra estimulou o governador a preparar o estado para a exportação, diante da estratégia exitosa do governo federal na ampliação de mercados externos.

Kátia Abreu fez um resumo dos resultados da missão recém encerrada à China, aos Estados Unidos, ao Japão e à Rússia, que abriram seus mercados à importação de carne brasileira, leite e outros produtos. Ela também pregou a necessidade de uma contrapartida da produção nacional para suprir esses mercados que, em alguns casos, oferecem 50% de ocupação para a exportação – como a Rússia com o leite.

A ministra liberou R$ 1,8 milhão para a defesa sanitária no estado. Fez um apelo ao governador Renan Filho para que adote todas as medidas necessárias à prevenção sanitária, cujo êxito é decisivo para a consolidação das exportações brasileiras.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

O que você achou? Comente