Dia a Dia

O aumento da participação do modal ferroviário previsto para os próximos anos e a falta de mão-de-obra qualificada no setor levaram a MRS Logística, uma das concessionárias que administram o transporte de cargas ao Porto de Santos, a investir R$ 50 milhões na Academia MRS. O recurso, que deverá ser aplicado até o final da década, terá o objetivo de aumentar a capacitação de profissionais do setor.  Com três cursos — Operações Ferroviárias, Tecnologia e Gerência — a Academia serve como um centro de formação, qualificação e aperfeiçoamento de mão-de-obra nos níveis operacional, técnico e gerencial. O projeto é resultado de parcerias com o Senai, Fundação Dom Cabral e Instituto Militar de Engenharia (IME). Desde o ano passado, quando a escola começou a funcionar na Capital, a concessionária já contratou 195 profissionais formados pelo projeto.  Segundo o presidente da MRS, Júlio Fontana Neto, as cidades de Paranapiacaba, Lorena e Jundiaí serão as próximas a receber unidades da Academia

0
0
0
s2smodern
powered by social2s
LÍDIA NARDI  A falta de dados sobre a escalação eletrônica dos trabalhadores avulsos do Porto de Santos tem impedido que a Codesp termine a confecção dos novos cartões de acesso ao cais, o que deverá ser feito para que o complexo portuário esteja totalmente adequado à norma internacional antiterrorismo, o ISPS Code, até o fim deste mês, quando representantes da Comissão Nacional de Segurança nos Portos e Vias Navegáveis (Conportos) prometem uma visita à região.  Segundo a assessoria de imprensa da estatal, as informações sobre a escala dos trabalhadores portuários avulsos (TPAs) são imprescindíveis para a produção dos documentos, já que os novos cartões deverão conter dados sobre os serviços que cada portador irá prestar no cais, inclusive em que áreas eles precisarão de trânsito livre. [...]

0
0
0
s2smodern
powered by social2s
Talvez por não conseguir ver maiores problemas para tratar, o presidente Lula assumiu para ele, pessoalmente, a implantação do estacionamento de caminhões do Porto de Santos.

0
0
0
s2smodern
powered by social2s
Nada mudou no Distrito Industrial e Portuário da Alemoa, na Zona Noroeste da Cidade, desde que o prefeito João Paulo Tavares Papa visitou o local em janeiro deste ano, logo depois de tomar posse.  Na ocasião, Papa anunciou melhorias ainda para este ano, mas a situação nas ruas e avenidas do bairro, que abrigam empresas nacionais e multinacionais, continua a mesma: com asfalto esburacado, muita lama e valas que não dão conta do escoamento da água da chuva.  As obras de drenagem e pavimentação já estão previstas no cronograma da Prefeitura, mas ainda não saíram do papel.Segundo o presidente da Associação das Empresas do Distrito Industrial e Portuário da Alemoa (AMA), João Maria Possolo D‘Orey Menano,[...] a luta por obras de melhorias na Alemoa é antiga. Data de 1996, quando a própria entidade e o então prefeito David Capistrano assinaram uma parceria que estabeleceu o Plano de Melhorias da Alemoa (Plama).Fonte: A Tribuna Digital. Leia a matéria.

0
0
0
s2smodern
powered by social2s
O ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, vai priorizar a implementação de um estacionamento para caminhões que fazem o transporte de cargas para o Porto de Santos. "Temos que encontrar um jeito de fazer este estacionamento", afirmou ele ontem pela manhã, em encontro com prefeitos, empresários e deputados da região, realizado na Cidade antes da abertura do Santos Export 2005.

0
0
0
s2smodern
powered by social2s