Assim como a dragagem e a gestão portuária dos portos brasileiros, Portogente também vem destacando não apenas a importâncias, mas a necessidade do País levar a sério a cabotagem - navegação marítima pela costa brasileira, que cresceu 3,18% em 2014, segundo dados da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). No total, o segmento movimentou mais de 211,7 milhões de toneladas. Todavia, o modal merece ainda mais desenvolvimento e inserção na logística nacional. Os desafios para garantir a expansão da atividade estarão em debate em dois eventos que ocorrerão em junho e em agosto, conforme informa a Confederação Nacional do Transporte (CNT).

Leia também
Queremos mais cabotagem

O primeiro será no dia 9 de junho, na Câmara dos Deputados, com a audiência pública que discutirá a conjuntura nacional relacionada à cabotagem. A ideia é propor medidas visando à redução do custo do frete, redução da burocracia na contratação do serviço, equiparação de normas e de isenções fiscais sobre frete e combustíveis, incentivo à ampliação da frota.

O outro evento é a conferência A Hora da Cabotagem, que ocorrerá nos dias 26 e 27 de agosto, no hotel Meliá Paulista Business & Convention. A meta é tratar sobre o desenvolvimento do setor, com competitividade. Conforme os organizadores, a logística no Brasil migra para a multimodalidade, com maior uso do transporte aquaviário. E o aumento na demanda não tem sido acompanhado de investimentos em infraestrutura. 

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s