Externalidades ambientas e sociais positivas do Porto Verde (Green Port) cruzam oceanos e expandem os limites da sua hinterlândia.

O debate do Porto de Santos do Futuro deve incluir nas suas práticas ESG (Ambiente-Social-Governança, em português) uma agenda de transição energética. Posto que é pioneiro nessa visão, desde quando construiu a sua usina hidrelétrica de Itatinga, na primeira década do século XX. Alimentava as operações portuárias - incluindo guindastes elétricos - e fornecia excedente de eletricidade para a cidade. Hoje, essa pauta é mundial e definitiva.

Dad 01AGO2022Vista da linha da costa marítima no reino unido grupo de pessoas nos moinhos de vento da praia e navio à distância.

Leia também
* Os caminhos da modernização do Porto de Santos

Com o parque universitário da cidade (área insular de quase 40 Km2 e 12 universidades), o porto irá liderar um programa relevante para o futuro descarbonizado. Assim, também impulsionará o município de Cubatão, um importante cluster petroquímico junto ao canal do porto, no desenvolvimento de tecnologia, produção de combustível verde e geração de trabalho contemporâneo. Sem sombra de dúvida, um processo irreversível de um novo modelo energético.

Leia também
* Distrito industrial e portuário da Alemoa carece de práticas ESG

O município de Bertioga, onde situa-se a usina de Itatinga, é conectado ao porto por um canal navegável e com áreas adequadas para instalação de indústrias de pás eólicas e de células geradoras de energia solar. Trata-se de um projeto de geração, direta ou indireta, de energia em rede, através de um dinâmico rearranjo do porto, no processo estruturante da sua função industrial. Duas industrias de grande potencial nacional.

Leia também
* Porto-indústria de Santos atrasado 25 anos

Apesar de todo esse valoroso potencial, as autoridades regionais insistem em não perceber o significado das hidrovias junto ao Porto de Santos, para o progresso. Estão inaugurando festivamente a ponte Dos Barreiros, sobre o rio Casqueiro, com calado aéreo que não permite passar chatas com contêiner. Apesar desse rio ser ligado ao canal do porto. Sinal inequívoco da necessidade de se ampliar a atuação da Autoridade Portuária na região, que influencia a logística e os custos portuários.

Leia também
* Construir o Porto de Praia Grande para o futuro do Porto de Santos

O Porto de Santos tem potencial suficiente, se bem utilizado, para participar do mundo atual entre os grandes portos, como é toda a sua história até hoje. Isto tem sido mostrado por Portogente, com propostas robustas, fundadas no conhecimento mais apurado sobre o principal porto do Hemisfério Sul. Entretanto, interesses imediatistas e desalinhados com o futuro exitoso já existiam quando os Guinle iniciaram a grande obra. 

Vamos construir o futuro do gigante complexo portuário de Santos.

Leia também
* Ministro da Infraestrutura garante o túnel submerso do Porto de Santos

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*O Dia a Dia é a opinião do Portogente

O que você achou? Comente