Quem diria, que o trabalho dos entregadores de comidas e lanches com as conhecidas caixas vermelhas e verdes viriam a ser ameaçados pelo primeiro veículo autônomo projetado sem controles humanos básicos, como volantes, pedais ou espelhos retrovisores, Esse projeto já está autorizado a ser testado nas estradas dos EUA. A velocidade do veículo está limitada a 25 km/h.

Carro social

Leia ainda
Indústria 4.0: Brasil fora do jogo

Por ser projetado para levar volumes pequenos, os carros têm forma ovalada e são menores que os veículos comumente utilizados nos EUA. Esses carros possuem dois compartimentos com temperatura controlada para entregas. As portas se levantam para revelar os itens, depois que um código é inserido pelo destinatário. Assim, o cliente apanha a encomenda sem necessidade de qualquer ajuda.

Leia também
Produtores de leite já tem robôs nas propriedades rurais

Segundo a Nuro, empresa que fez o projeto arquitetônico, esse veículo entregará pizza para a Domino's Pizza, mantimentos da rede de supermercados Kroger e produtos para o Walmart, durante o teste de Huston. O carro usa radar, imagens térmicas e câmeras de 360 graus para direcionar seu movimento. A empresa fabricante foi criada por dois ex-engenheiros da Google e conta com financiamento japonês.

Leia mais
Tecnologia transforma a mobilidade nas cidades
É possível Inteligência Artificial artista?

Diante de um quadro de desemprego em um crescendo, resta saber se o carro autônomo promove tanta avanço social, que compense um número alto de desempregado. Doravante, questões como essa precisam ser refletidas com parâmetros que confrontem o econômico. Pois é preciso evitar o caos. Convenhamos, é um pacto complexo enjeitar uma tecnologia viável e de rentabilidade financeira garantida. Decerto, isto só prospera priorizando a sobrevivência humana.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

*O Dia a Dia é o editorial do Portogente publicado de segunda a sábado e expressa fielmente a posição coletiva dos responsáveis pela redação do website