A Gerência de Comunicação Corporativa da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) enviou nota oficial em resposta ao editorial "Dragagem emergencial do Porto de Santos: imprópria e prejudicial", do Portogente, publicado no dia 23 de maio último. Segue a transcrição, na íntegra:

600 Porto Dad 28MAI2019Imagem do Freepik.

"Com relação à matéria veiculada no site Portogente, sob o título “Dragagem emergencial do Porto de Santos: imprópria e prejudicial”, a Autoridade Portuária de Santos gostaria que fosse esclarecido ao seu público que fez uma solicitação de propostas para algumas empresas, as quais estão sob análise para eventual contrato emergencial. Entretanto, um contrato emergencial seria tão somente uma medida de precaução da Autoridade Portuária para que os serviços tenham continuidade, caso a licitação a ser lançada em junho para contratação dos serviços de dragagem, por um prazo de 2 anos, não seja concluída no prazo esperado."

Apesar da nota definida como "de esclarecimento", Portogente se reserva no direito democrático de continuar seus questionamentos, até porque as dúvidas com relação à dragagem prosseguem. Portanto, nosso portal voltará ao assunto nesta quinta-feira, dia 30 de maio. Acreditamos que o debate é salutar, por isso solicitamos, desde já, que a Codesp permaneça nessa profícua reflexão sobre o que é melhor para o maior complexo portuário do País.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

"*O Dia a Dia é o editorial do Portogente publicado de segunda a sábado e expressa fielmente a posição coletiva dos responsáveis pela redação do website"