A direção da Companhia Docas do Estado da Bahia (Codeba) reuniu-se com operadores, armadores, agentes de navegação e importadores para apresentar a proposta da nova norma de atracação do Porto de Aratu-Candeias. A medida visa a diminuição no tempo de espera dos navios e melhorar os níveis de eficiência das operações no terminal portuário, que movimenta anualmente cerca de 7 milhões de toneladas de diversos produtos, dentre eles fertilizantes, nafta, concentrado de cobre e petroquímicos.

bahia aratu candeias

Segundo Carlos Henrique Taboada Silva, diretor de Infraestrutura e Gestão Portuária da Codeba, a nova norma de atracação foi muito bem recebida pela comunidade portuária e, no período de 90 dias, serão realizadas algumas alterações solicitadas. “Após essas adequações, o documento entrará em vigor”, detalhou.

Um dos destaques da norma é que, havendo diversos berços disponíveis, a gerência do Porto de Aratu-Candeias determinará que a atracação se realize, prioritariamente, no Berço Sul do Pier I do Terminal de Granéis Sólidos, em razão de ser o único equipado com descarregador, carregador de navios e transportadores de correia, conectando-se com as áreas de armazenagem e, portanto, com o potencial de maior produtividade para carga e descarga dos navios. “Outra medida apresentada, estabelece um número mínimo de produtividade, o que será exigido dos operadores portuários. Colocada em prática, a medida beneficiará a todos”, destacou Taboada.

Regras gerais - Na operação, as regras gerais serão: após a atracação, mesmo que não haja fila, o navio fica obrigado a iniciar imediatamente a operação e a trabalhar em regime 24 horas por sete dias da semana; o retardo no início da operação portuária ou a paralisação da mesma, por um período igual ou superior a seis horas contínuas, decorrente de motivo de responsabilidade do navio, do dono da carga, operador ou terceiros, ensejará a desatracação imediata do navio, que passará a ocupar o último lugar na fila de espera; havendo recusa ou decline do navio de sua posição de atracação, o mesmo passará a ocupar o final da fila; quando o navio previsto para atracar não estiver em condições de fazê-lo no horário estabelecido, por qualquer motivo, serão chamados os navios na sequência e será concedida atracação ao primeiro navio que estiver em condições (se este declinar da sua posição de atracação, passará a ocupar a posição seguinte na fila.

As informações são da Assessoria de Comunicação da Codeba.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s