O ministro-presidente de Flandres (Região Norte da Bélgica), Geert Bourgeois, participa nesta terça-feira (04) da abertura da Intermodal South America, em São Paulo. Ele será uma das atrações da solenidade, além do ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella; da ministra do Mar de Portugal, Ana Paula Vitorino; e do secretário de Logística e Transportes do Estado de São Paulo, Alberto José Macedo Filho.

Os interesses econômicos de Flandres no Brasil são grandes. A região é a mais importante importadora europeia de sucos de frutas do Brasil, além de se posicionar como o porto de entrada de outros produtos nacionais. “Nós queremos manter e fortalecer ainda mais o volume de negócios entre o Brasil e Flandres”, afirma. O país é o terceiro maior parceiro de negócios do Porto de Gent, isso devido ao transporte de minério de ferro e sucos de frutas. Além disso, em 2015, foi o sexto maior parceiro marítimo da Antuérpia, onde está outro importante porto da região. Também há o porto de Zeebrugge, que concentra-se na atração de produtos nacionais como alimentos, papel e celulose.

Segundo o adido-econômico e comercial de Flandres em São Paulo, Yves Lapere, a forte presença dos portos da Bélgica na Intermodal não é apenas uma coincidência. “A Intermodal é o local ideal para encontrar os tomadores de decisões brasileiros e os internacionais”, destaca.

“A Intermodal tem a tradição de ter o maior estande de empresas flamengas na América Latina, ao mesmo tempo que há espaço suficiente para cada participante fazer networking de maneira eficiente, apresentar seus projetos, fechar negócios e desenvolver parcerias”, completa Geert Bourgeois.

As informações são da assessoria de comunicação da Intermodal South America.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s