Dia a Dia

O Terminal de Vila Velha (TVV), em Vitória (ES), anunciou, nesta semana, a chegada de seu terceiro portêiner. O equipamento, made in China, deverá chegar entre os dias 10 e 20 de outubro. O portêiner virá no navio Zen Hua 22, que fará uma operação programada, exclusivamente de atracação e descarga do novo equipamento para o Terminal. De acordo com Robinson Ferraz, supervisor de Planejamento de Operações do TVV, o equipamento faz parte dos investimentos em andamento no terminal e “irá melhorar, ainda mais, o atendimento aos nossos clientes”. Serão realizadas alterações no trânsito e na baía de Vitória, iguais aos de 2001 para o recebimento dois primeiros portêineres. No dia da entrada do navio transportando o equipamento, a Ponte Deputado Darcy Castelo de Mendonça, mais conhecida pelos capixabas como Terceira Ponte, será paralisada no momento da passagem da embarcação. Outra alteração é quanto à movimentação de navios na baía de Vitória, que poderá sofrer atrasos nas atracações. Segundo Ferraz, a meta do TVV é realizar a operação “o mais rápido possível de forma a minimizar os possíveis atrasos e desvios em suas operações normais”. O novo portêiner, fabricado pela empresa chinesa ZPMC, pesa cerca de mil toneladas e seu custo é de US$ 6,5 milhões. Quando parqueado (estacionado) e com a lança levantada, sua altura é de 84 metros. A utilização de mais um portêiner – um dos mais modernos – no TVV foi autorizada pelo Instituto Estadual de Meio Ambiente (Iema) e pelo Conselho Estadual de Cultura. O equipamento vai operar nos berços 203 e 204, em Capuaba.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
A União Europeia é o principal destino das frutas produzidas e exportadas pelo Brasil, tendo participação de 76% nesse mercado. A Holanda, por meio do Porto de Roterdã, é o principal comprador do bloco europeu. O país, atualmente, funciona como um centro de distribuição das frutas para outros mercados europeus, principalmente para a Alemanha. No entanto, o setor produtivo do Brasil está buscando descentralizar as exportações à Holanda e aumentar o volume direto para os países de destino. O tema será debatido na Fruit & Log – Feira Internacional de Frutas e Derivados, Tecnologia de Processamento e Logística, que será realizada de 8 a 10 de setembro na capital paulista.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
Aumentar o nível de segurança do tráfego aquaviário e controlar a poluição marinha proveniente dos navios. Esses são os principais objetivos do capitão-de-mar-e-guerra Antonio Sergio Caiado de Alencar frente à Capitania dos Portos do Estado de São Paulo. Caiado assumiu a função de capitão dos Portos no último dia 31 de julho, em substituição ao capitão-de-mar-e-guerra Afrânio de Paiva Moreira Júnior, que ficou quase dois anos no cargo. O novo capitão espera sincronizar todas as atribuições da Capitania e fazer cumprir as regras existentes para o tráfego no mar.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
O ministro dos Portos, Pedro Brito, foi enfático ao afirmar na terça-feira (25) que a palavra final sobre a construção da ponte estaiada ligando Santos a Guarujá será da Codesp. Por sua vez, o Governo de São Paulo está neste momento escolhendo a empresa responsável pelo projeto executivo da polêmica obra. Assim, fica uma dúvida no ar. Quem dá a palavra final: Secretaria Especial de Portos ou Governo do Estado? Pelo jeito, os dois querem cumprir este papel.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
No momento em que PortoGente traz uma série sobre os cursos de formação para o trabalhador do Porto de Santos (SP), é importante reproduzir reflexões da socióloga e nossa colunista Carla Diéguez sobre cursos de qualificação para o portuário:

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*O Dia a Dia é o editorial do Portogente publicado de segunda a sábado e expressa fielmente a posição coletiva dos responsáveis pela redação do website

O que você achou? Comente