Dia a Dia

Para o presidente da Federação Nacional dos Portuários (FNP), Eduardo Guterra, alguns indicadores nos levam a acreditar que a mão de obra portuária tem vida útil enquanto houver porto no Brasil. Será? E as máquinas que já transformaram alguns portos europeus em quase fantasmas?

Guterra explica que o Decreto 6.620/2008 e a Portaria 108 da Secretaria de Portos (SEP) definiram uma Política Portuária para as novas concessões de Portos, ficando clara a utilização de mão de obra do sistema Órgão Gestor de Mão de Obra (Ogmo) nas novas concessões.

Diz Guterra:

“A decisão do TST [Tribunal Superior do Trabalho] reconhecendo a Convenção 137 da OIT [Organização Internacional do Trabalho], quando a Fenop [Federação Nacional dos Operadores Portuários] arguiu a liberdade de contratação com vínculo na Capatazia e Bloco, definindo que o emprego deve ser oferecido ao trabalhador avulso do Ogmo, e lógico que alguns operadores tentam interpretar este dispositivo de forma distorcida, para contratar no mercado, mas estamos resistindo, lutando contra a terceirização e a precarização do trabalho portuário, inclusive enfrentando interdito proibitório, mas esta é a nossa luta”.

O dirigente sindical defende que a organização do trabalho portuário é moderna, pois oferece a possibilidade de uso da mão de obra avulso e com vínculo empregatício sempre de acordo com as reais necessidades de cada porto e as características de cada carga, esse equilíbrio deve ser perseguido, para o bem do trabalho portuário.

“O trabalhador portuário vai existir sempre, a agenda sindical é de perseguir a inclusão social para enfrentar a conteinerização e o aumento do uso de tecnologias que reduzem postos de trabalho e os custos, mas aumentam a produtividade o que não pode ser apropriado pelo setor patronal”, argumenta Eduardo Guterra.
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
A Assessoria de Comunicação do Sindicato Unificado dos Portuários da Bahia (Suport-BA) acaba de informar nesta terça-feira (7) a ocorrência de novo vazamento de produto químico no Terminal de Contêineres do Porto de Salvador. As primeiras informações são de que o produto vazado pode causar riscos à saúde dos que possam ter contato com a área de vazamento. A área foi evacuada, inclusive o setor de administração do Tecon, também foi necessária desocupar outra empresa do porto próximo ao local de vazamento.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
O consultor de turismo náutico, Ernesto São Thiago, destaca com entusiasmo o teste do Catamarã de transporte marítimo de passageiros, na Grande Florianópolis (Santa Catarina), neste final de semana.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
Nesta segunda-feira (6), dezenas de milhares de usuários do Facebook entraram de vez em campanhas em defesa de passagens aéreas mais baratas. Um grupo de “facebookianos” criou o evento Campanha - Passagens a R$10.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
A vida nos portos sempre foi uma incógnita. Quem vê os portos de longe não tem ideia do que acontece na faixa do cais, muito menos nos porões dos navios. Atenção e tensão permanentes são os companheiros dos trabalhadores. Aliás, esses são alguns dos principais lemas dos portuários.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*O Dia a Dia é o editorial do Portogente publicado de segunda a sábado e expressa fielmente a posição coletiva dos responsáveis pela redação do website

O que você achou? Comente