Terça, 27 Fevereiro 2024

O Príncipe deve procurar que em suas ações se reconheça grandeza e coragem (O Príncipe – Maquiavel)

A presença do presidente Lula (PT) e do governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), numa relação fraternal, na festa de celebração aos 132 anos do Porto de Santos, fez do acontecimento um selo de parceria dos dois governos na inovação do principal complexo portuário do hemisfério sul. Um evento prestigiado por ministros e o presidente do partido Republicanos do governador.

Túnel Dad 18JAN2024

Veja mais
* Túnel submerso do Porto de Santos mais próximo da realidade

O governo de São Paulo vai promover o projeto da GESP e a sua competência técnica para tornar realidade a travessia submersa do canal de acesso aos cais do Porto de Santos. E o Plano de Aceleração do Crescimento (PAC), do governo federal, irá viabilizar um investimento de quase R$ 6 bilhões, dividido entre o Estado e a União. Uma unidade como fator de inovação na gestão da Região Metropolitana da Baixada Santista, como complexo portuário, nos moldes que vem acontecendo nas áreas de influência dos principais portos do mundo, na agilização e inovação das respectivas logísticas.

Veja ainda
* Reverter a desconstrução do túnel submerso do Porto de Santos

A parceria Lula-Tarcísio, como discursou o governador, é um novo tempo de realizações logísticas. Um esforço concentrado a dinamizar o imenso potencial portuário regional para concorrer com os portos nortistas e atrelar produtividade à Rota Bioceânica, a conexão rodoviária entre o Centro-Oeste brasileiro e o Oceano Pacífico, a ser entregue brevemente. Será um tempo de novas formas de produzir e distribuir, gerando trabalho e riqueza. Nas palavras do presidente Lula, há projetos de produção sustentável, voltados à produção de energia renovável e hidrogênio verde.

Veja também
* Projetos do Porto de Santos sem gestão para acontecerem

Todas essas ações dependem de atribuição de papéis. Quem é quem? Há inúmeras etapas e há diferentes missões. Por exemplo, os licenciamentos necessários. Quem vai operar e quem vai conservar, e os respectivos custos? O porto tem estrutura ou a GESP vai definir essas partes? De pronto, quase tudo, como gestão, são fatos consumados tanto em projetos nacionais ou no estrangeiro. Tampouco, no caso do túnel submerso ligando os municípios de Santos e Guarujá, não há impasse intransponível, mesmo com máxima brevidade.

Veja ainda
* Fracasso no túnel submerso do Porto de Santos pode desabonar governo

Fica evidenciada a prioridade de definir e instalar a estrutura física de gestão para iniciar, ainda em fevereiro, a organização das equipes e etapas de trabalho. Trata-se de uma obra de grande complexidade e, também, com suficiente capacidade de solução. A dificuldade maior foi resolvida com lance de mestre. Adotou-se a união de esforços, priorizando o interesse nacional sobre as diferenças dos campos políticos. Levando em conta o conhecimento adquirido em tantos fracassos.

Veja mais
* Luzes no fim do túnel

Curta, comente e compartilhe!
Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*O Dia a Dia é a opinião do Portogente

Deixe sua opinião! Comente!
 

 

 

banner logistica e conhecimento portogente 2

EVP - Cursos online grátis
seta menuhome

Portopédia
seta menuhome

E-book
seta menuhome

Dragagem
seta menuhome

TCCs
seta menuhome
 
logo feira global20192
Negócios e Oportunidades    
imagem feira global home
Áreas Portuárias
seta menuhome

Comunidades Portuárias
seta menuhome

Condomínios Logísticos
seta menuhome

WebSummits
seta menuhome
 

 

 

ecoporto