Hidrogênio verde junta-se às nossas fontes renováveis de energia como hidrelétrica, solar e eólica.

Acertada a iniciativa de empresários brasileiros em formar uma comitiva concorrida e propositiva para participar na COP-26. Uma manifestação inconteste de consciência de um novo tempo na forma de produzir e de buscar oportunidades. E o Brasil é o continente de melhor potencial para esse paradigma. Tema no qual a imagem do País não é muito favorável, ao ponto de o presidente Jair Bolsonaro não ter comparecido ao evento, para evitar críticas.
Uma imagem contendo Logotipo

COP26

Leia também: COP 26 o marco de uma nova era da sustentabilidade - Portogente

Zerar o desmatamento ilegal até 2030, como propõem os brasileiros, toca o ponto fulcral da polêmica ambiental com os investidores globais e que motivou a demissão do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Um desafio que exige mudança de cultura ambiental, econômica e social e tem no Arco Norte o papel que o pré-sal na bacia de Santos tem para o petróleo. E melhora as relações comerciais com o mundo.

Leia também: MRS lança ferramenta para quantificar a redução de emissões de CO2 - Portogente

Informações maquiadas não terão eficácia, diante do descrédito em que o Brasil está mergulhado e bem mostrou o isolamento do presidente brasileiro ontem no G-20. Ambiente antagônico ao objetivo de aumentar os fluxos de financiamento do nosso desenvolvimento, que tem atratividade. Mesmo assim, as metas são sacadas de forma espetacular, sem demonstrar como efetivamente serão alcançadas, como se assiste em outros setores.

Leia também
Porto de Tubarão (ES) recebe primeiro navio mineraleiro do mundo com velas rotativas - Portogente
Engenheiro destaca vantagens técnicas e ambientais de túnel na ligação entre Santos e Guarujá - Portogente

Certamente, essa incerteza não passará e aumenta o nosso descrédito, para o qual irão contribuir os discursos dos representantes de congressistas brasileiros da oposição, também presentes ao COP-26. Enquanto o mundo converge para uma economia verde, no Brasil, milicias digitais difundem nas redes sociais: “ser mensagem dos donos do mundo, como a ladainha da pandemia”. Adverso à ciência e às posições de quase 200 países.

Leia também: A agenda2030 da sustentabilidade já chegou aos portos - Portogente

Ao bordear a rejeição ao presidente Jair Bolsonaro e apresentar propostas no COP-26, a iniciativa dos empresários brasileiros une esforços para cumprir a meta de aumento máximo de 1,5°C na temperatura do planeta até 2030 e para neutralizar as emissões de carbono até 2050. Isto vai gerar sustentabilidade no Brasil. Mundialmente, trata-se da vida de todos que habitam o planeta Terra.

Leia também: A Amazônia como produto Caviar - Portogente

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*O Dia a Dia é o editorial do Portogente publicado de segunda a sábado e expressa fielmente a posição coletiva dos responsáveis pela redação do website

O que você achou? Comente