Mudanças na gestão portuária contam a história do empreendedorismo no Porto de Santos.

O artigo do engenheiro e consultor Carlos Eduardo Bueno Magano, hoje publicado pelo Portogente, traça uma linha de partida bem referenciada no debate sobre o modelo portuário. Atualmente, os portos brasileiros têm estruturas muito deficientes e a nova modelagem em curso tem sido muito criticada, por não responder adequadamente aos questionamentos do amplo setor. A leitura de “Pêndulo portuário” propõe uma reflexão ampla.

Porto de Santos

Artigo | Carlos Eduardo Bueno Magano
Pêndulo portuário

Trata-se de uma abordagem com conhecimento acadêmico e experiência de uma extensa vida profissional junto aos cais do mais importante porto do Hemisfério Sul. Acrescente-se as suas participações em Brasília na elaborações de reformas exitosas da atividade, como foi a Lei nº 8.630/83, mais tarde retrocedida pela vergonhosa Lei nº 12.815/13. Entretanto, o Brasil tem muito e tanto potencial, quanto carece de margem para errar.

Artigo | Frederico Bussinger
Não só flores no caminho das privatizações portuárias

Porto de mar é uma máquina de desenvolvimento marítimo e terrestre, fundamental para o progresso do Brasil. Exige muita competência para elaborar e gerenciar projetos robustos que promovam investimentos sólidos. Envolve muitos interesses de setores produtivo, financeiro e operacional que se integram num jogo de competitividade mundial, do pujante comércio marítimo. Sua produtividade influencia os preços do país.

Da Redação 
Preocupação com modelo único para desestatização da Codesa

A atual conjuntura política nacional instável não favorece o resgate do espírito empreendedor nos portos, como foi no início do Porto de Santos. Magano, entretanto, propugna uma retomada, com prioridade, independente do novo modelo de gestão. Justifica esta proposta como potente criadora de empregos, que são desesperadamente desejados. E aponta um caminho: praticar plenamente a governança na gestão do principal porto brasileiro.

Editorial | Portogente 
Mudança à vista nos portos brasileiros

Indubitavelmente, é necessário que nossos portos tenham governança asiática, para conseguir cumprir o compromisso do candidato Jair Bolsonaro, de "chegar ao final do governo com patamares similares aos portos asiáticos". Com certeza, esta promessa não será cumprida.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*O Dia a Dia é o editorial do Portogente publicado de segunda a sábado e expressa fielmente a posição coletiva dos responsáveis pela redação do website

O que você achou? Comente