Marcelo SampaioO secretário-executivo do Ministério da Infraestrutura, Marcelo Sampaio Cunha Filho, cuja nomeação saiu em edição extra do Diário Oficial da União (DOU), é servidor público há mais de 10 anos. Trabalhou por mais de oito anos no Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, em que ocupou o cargo de Diretor de Informações e Gestão Estratégica de Transporte da Secretaria de Política Nacional de Transportes. Nessa posição, foi responsável pela implementação e avaliação de atividades de coleta de dados, análise estatística, desenvolvimento de indicadores e disseminação de informações de transporte para a consolidação da Política Nacional de Transportes.

Leia também
A Moro carece eliminar fumus estranhos no Porto de Santos

Em entrevista recente, o novo secretário-executivo falou em estudos que estão identificando os entraves do setor de infraestrutura nos últimos anos, com ênfase na elaboração de propostas, bem como na avaliação dos impactos e oportunidades para superar os desafios. Também afirmou que vai aproveitar o que está dando, como os "leilões realizados pela Secretaria Especial do Programa de Parcerias e Investimentos nos últimos dois anos, inclusive os da Ferrovia Norte – Sul, do bloco de aeroportos e dos lançamentos dos editais".

Leia ainda
Unificar ANTT e Antaq para regular melhor

Três grandes eixos, segundo ele, balizaram o trabalho da equipe de transição do atual governo federal: transportes; minas e energia; e desenvolvimento regional, mais infraestrutura regional – urbana. Cunha Filho diz que o trabalho junto ao Ministério da Infraestrutura, pelos próximos quatro anos, "será fundamentado nos pilares da transparência, conformidade, previsibilidade, performance, meritocracia e segurança jurídica". O que pode dar luz a questões até hoje não devidamente esclarecidas, conforme matérias do Portogente:

Ministro Moro e a dívida da Libra com o Porto de Santos
Desafios de Casemiro no Porto de Santos

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s