Em 2017 foram pagas 2.614 indenizações referentes a acidentes de trânsito durante o final de semana prolongado de Páscoa. Durante a Semana Santa, os estados nordestinos foram responsáveis por 33% das indenizações.

Leia também

Seminário sobre trabalho portuário reunirá pesquisadores de 7 países

No mesmo período, Polícia Rodoviária registrou 1.091 acidentes, 82 mortos e 1.107 feridos nas rodovias federais. Cerca de 40% dos óbitos se deram na viagem de retorno, no último dia do feriadão.

Apesar dos números representarem uma redução de 16% no número de acidentes, 13% nos feridos e 1% no número de mortos em comparação com 2016, o Brasil está longe de poder comemorar, pois ocupa o quinto lugar no ranking de países com maior índice de acidentes no trânsito.

Além da tragédia, essas mortes e acidentes geram um custo anual de R$ 19,3 bilhões, valor superior ao Produto Interno Bruto (PIB) de 11 capitais brasileiras.

Vários estudos apontam o uso de bebida alcoólica como uma das causas principais dos acidentes no trânsito. No final do ano passado, foi sancionada a uma lei que aumentou dois a quatro anos para cinco a oito anos de reclusão ao condutor de veículo sob efeito de álcool ou outras drogas (Lei 13.546/17).

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

*O Dia a Dia é o editorial do Portogente publicado de segunda a sábado e expressa fielmente a posição coletiva dos responsáveis pela redação do website